Estas são as casas mais desejadas em 2017 (uma delas é no Brasil)

Levantamento do Airbnb aponta apartamentos, cabanas, casas na árvore e até castelos que se adequam ao perfil de cada viajante

Iniciado há menos de dez anos, o Airbnb revolucionou a forma como as pessoas viajam no mundo. Com movimento estimado em 2,5 bilhões de reais só no Brasil este ano, o serviço colaborativo torna-se cada dia mais um relevante radar de onde as pessoas sonham em estar.

Ciente de seu papel como termômetro para destinos e criador de tendências turísticas, a jovem startup lança neste finalzinho de 2017 seu estudo que mostra as casas mais desejadas pela sua comunidade.

São apartamentos, cabanas, casas na árvore e até castelos que se adequam ao perfil de cada viajante. Os locais são os mais diversos e vão desde a Praia do Félix em Ubatuba, São Paulo, até vilas onde o tempo parou na Índia.

Confira abaixo alguns dos lugares eleitos e viaje por localidades espetaculares ao redor do globo:

Praia do Félix – Ubatuba (Brasil)

Airbnb Ubatuba Airbnb Ubatuba

Airbnb Ubatuba (Airbnb/AdNews/Reprodução)

Loft com Terraço –  Cidade do México (México)

Airbnb Cidade do México Airbnb Cidade do México

Airbnb Cidade do México (Airbnb/AdNews/Reprodução)

Casa na Árvore –  Atlanta (Estados Unidos)

Airbnb EUA Airbnb EUA

Airbnb EUA (Airbnb/AdNews/Reprodução)

Casa Do Rio – Viana (Portugal)

Airbnb Portugal Airbnb Portugal

Airbnb Portugal (Airbnb/AdNews/Reprodução)

Palacete com piscina – Marraquexe (Marrocos)

Airbnb Marrocos Airbnb Marrocos

Airbnb Marrocos (Airbnb/AdNews/Reprodução)

Mansão Modernista – Barcelona (Espanha)

Airbnb Espanha Airbnb Espanha

Airbnb Espanha (Airbnb/AdNews/Reprodução)

Ônibus na Estrada – Nairóbi (Quênia)

Airbnb Quênia Airbnb Quênia

Airbnb Quênia (Airbnb/AdNews/Reprodução)

Tenda Afegã – Nuremberg (Alemanha)

Apartamento na Vila de Hauz Khas – Nova Déli (Índia)

Aibrbnb Índia Aibrbnb Índia

Aibrbnb Índia (Airbnb/AdNews/Reprodução)

Castelo Medieval – Craughwell (Irlanda)

 

Airbnb Escócia Airbnb Escócia

Airbnb Escócia (Airbnb/AdNews/Reprodução)

Este conteúdo foi publicado originalmente no AdNews