Estamos preparados para jogar com ou sem Neymar, diz volante

Declaração foi feita por Luiz Gustavo, que participou hoje da última entrevista coletiva da seleção na Granja Comary antes da estreia do Brasil, dia 12

Teresópolis – A seleção brasileira está preparada para jogar bem com ou sem a presença da principal estrela da equipe, o atacante Neymar.

A declaração foi feita pelo volante Luiz Gustavo, que participou hoje (10) da última entrevista coletiva da seleção na Granja Comary antes da estreia do Brasil, dia 12, contra a Croácia, em São Paulo. Amanhã (11), haverá mais uma entrevista, já na capital paulista, com o técnico Luiz Felipe Scolari e o próprio Neymar.

Ao lado do colega Ramirez, que também participou da coletiva, Luiz Gustavo fez a declaração ao responder a pergunta de um jornalista sobre qual era o peso de Neymar dentro da seleção.

Primeiro, o volante elogiou Neymar, dizendo que, dentro de um tempo, ele será considerado um dos melhores do mundo e que é um jogador com capacidade de ser o diferencial em uma partida difícil. Mas depois ressaltou que também existem outros atletas de grande nível na seleção.

“Eu acredito que a seleção está muito bem preparada para jogar com o Neymar e sem o Neymar. Temos 23 jogadores de grande qualidade, que podem entrar e ajudar. Talvez possam mudar um pouco o nosso estilo, mas não vai ser o caso de jogar melhor ou pior. Então, o que faz a nossa força são esses 23 jogadores e, com certeza, se acontecer de um dia ele não estar tão bem ou ele ser substituído, o que entrar vai fazer o que pode dentro das características dele e vai nos ajudar da melhor forma”, disse Luiz Gustavo.

Ramirez comentou o clima atual entre os atletas e disse que o ambiente é de descontração. Porém, reconheceu que a proximidade da estreia deixa todos mais tensos.

“O grupo está bem descontraído. Sempre foi um grupo descontraído e brincalhão. Mas na medida em que vai se aproximando a estreia, você nota um pouquinho mais de ansiedade, mas acho que isso é normal. Todos os que vão disputar uma Copa do Mundo, começa a dar um friozinho na barriga desde quando sai a lista [de convocação]. Isso aí é tudo vontade e queremos que nos ajude na partida”, disse Ramirez.