“Esplendores do Vaticano” traz 200 obras da Santa Sé a SP

A exposição, que ocupa os dois andares da OCA, no parque de Ibirapuera, reúne obras-primas como o "Retrato de Cristo com a Coroa de Espinhos", de Guercino (1591-1666)

São Paulo – Após ter recebido mais de 1,5 milhão de visitantes nos Estados Unidos e em sua primeira passagem pela América Latina, a exposição “Esplendores do Vaticano: Uma jornada através da fé e da arte” abre sua portas ao público da capital paulista com uma seleção de 200 obras de arte sacra e objetos históricos significativos da Santa Sé.

A exposição, que ocupa os dois andares da OCA, no parque de Ibirapuera, reúne obras-primas como o “Retrato de Cristo com a Coroa de Espinhos”, de Guercino (1591-1666), e muitas outras que nunca haviam saído do Vaticano, enquanto os célebres afrescos de Michelangelo na Capela Sistina ganham forma através de imagens.

“Cada objeto que compõe a exposição conta sua própria história, formando um grande mosaico do legado da Igreja Católica e de seu impacto sobre a arte, a história e a cultura da civilização ocidental”, afirmou o monsenhor Roberto Zagnoli, que trabalhou durante 15 anos como diretor de Etnologia dos Museus Vaticanos e que aparece como curador da exposição.

Para facilitar a compreensão do público e refletir a evolução da igreja desde o primeiro Pontificado até a atualidade, a mostra se desdobra em 11 galerias organizadas por seções temáticas, permancencendo aberta ao público até o próximo dia 23 de dezembro.