Equipamento de Lou Reed será leiloado para financiar acervo

Equipamento será leiloado em breve no eBay para financiar a criação de um arquivo dedicado ao lendário músico nova-iorquino

O equipamento utilizado por Lou Reed será leiloado em breve no eBay para financiar a criação de um arquivo dedicado ao lendário músico nova-iorquino, morto ano passado aos 71 anos.

“Ao longo dos últimos 30 anos, Lou Reed reuniu uma imensa quantidade de equipamento para suas várias tours. Embora as guitarras, amplificadores e coisas mais importantes continuem nas mãos de Sister Ray Enterprises como parte de seu arquivo, há muitas peças de viagem para vender”, informou o anúncio, publicado no perfil oficial de Reed no Facebook.

O inventário aumentará nos próximos dias, mas já foram listados teclados dos modelos Kurzweil PC2X e Yamaha-80 e um pré-amplificador Pendulum SPS-1 no eBay para o leilão que acontecerá nas próximas semanas que, garantiram os responsáveis da venda, “foram usados por Lou e sua banda durante as excursões”.

“Não perca a oportunidade de possuir uma parte da história da música”, recomendou o texto do anúncio.

Lou Reed morreu como um dos grandes da música, mas seus primeiros dias foram vividos em paisagens muito mais marginais, se distanciando conscientemente do blues que era moda na época.

Como membro do “Velvet Underground”, fundado em 1964 por ele e John Cale, Sterling Morrison e Maureen Tucker, com Andy Warhol como manager, nunca conheceu o sucesso, mas seu legado continua sendo considerado um dos mais influentes da história do rock com discos como o seminal “The Velvet Underground and Nico”, de 1967.

Durante sua carreira solo, que começou em 72, foi reconhecido como o “cronista das misérias das grandes cidades” com canções como “Sweet Jane”, “Walk on the wild side” e “Heroin” e discos como “Transformer” (1972) e “Berlim” (1973), considerado pela crítica da época “o disco mais depressivo da história”.

Os anos 80 foram para ele um tipo de recuperação de suas várias dependências e em 1996 ganhou uma estrela no Rock”n Roll Hall of Fame. Desde então estendeu seu afã criativo a um sem-fim de ramos artísticos, como poeta, roteirista, ator, pintor e fotógrafo.

Lou Reed morreu em casa, em 27 de outubro de 2013 nos Hamptons (em Long Island, Nova York) por complicações hepáticas, depois de ser submetido em maio a um transplante de fígado.