Episódio de Game of Thrones dá pista sobre origem de Jon Snow

Segundo um registro encontrado por Gilly, Rhaegar Targaryen teria anulado seu casamento e se casado logo em seguida - provavelmente, com Lyanna Stark

No episódio deste último domingo, 13, da série Game of Thrones, os fãs receberam mais uma pista da origem de Jon Snow.

A cena, que não tinha nada a ver com o personagem, mostrava Sam reclamando dos meistres enquanto Gilly analisava os registros do antigo Alto Septão, a maior autoridade religiosa em Westeros.

O que era para ser só uma cena de passagem tomou uma importância enorme quando a personagem interpretada por Hannah Murray encontrou um breve registro de um casamento anulado envolvendo um tal príncipe “Ragger” e um novo casamento sendo realizado logo depois em uma cerimônia secreta em Dorne.

Os fãs especulam que o tal príncipe seja Rhaegar Targaryen, filho do rei Aegon e possível pai de Jon Snow.

No último episódio da sexta temporada, a série praticamente confirmou que Jon é o filho de Rhaegar e de Lyanna Stark, irmã de Eddard Stark.

Agora, os showrunners podem ter revelado que, além de ser filho de Rhaegar, Jon também é filho legítimo dele, o que o tornaria de fato o herdeiro legítimo ao Trono de Ferro.

Se a teoria for confirmada, o balanço político de Westeros mudaria completamente já que atualmente a briga pelo trono é entre Daenerys Targaryen (que seria a tia de Jon Snow) e Cersei Lannister.

Resta ver se o enredo será retomado nos dois episódios finais da sétima temporada, que vão ao ar no Brasil simultaneamente aos Estados Unidos, nos próximos dois domingos, às 22h, na HBO.