E se o seu trabalho fosse viajar o mundo para provar drinks? O dele é

Dickie Cullimore, embaixador global da Bacardí, ganha para criar e experimentar novas bebidas com o rum mais famoso do planeta

São Paulo — Já pensou se o seu trabalho fosse viajar o mundo inteiro para provar drinks? Essa é a realidade de Dickie Cullimore, embaixador global da Bacardí, que ganha para criar e experimentar novas bebidas que têm como base o rum mais famoso do planeta.

O neozelandês ocupa o posto desde 2015 e esteve no Brasil neste mês para ser jurado na semifinal brasileira do Bacardí Legacy —o maior campeonato do planeta de uma única marca, que desafia os bartenders do mundo todo a criarem o coquetel com o rum Bacardí que será um novo clássico global.

“Um coquetel do Bacardí Legacy deve ser mais que um drink delicioso, deve ser um coquetel que resiste à prova do tempo e que afirma o seu legado na coquetelaria”, disse Cullimore a EXAME VIP. O campeonato tem etapas de seleção com várias etapas nacionais, regionais e globais.

Ele começa localmente em cada país participante e tem o seu ápice na final global onde cada vencedor nacional disputa o título de Vencedor Global Bacardí Legacy em Amsterdã, na Holanda, em meados do ano que vem.

Drink com Bacardí Drink com Bacardí

Drink com Bacardí (Bacardí/Divulgação)

De passagem por São Paulo, Cullimore elogiou os bartenders brasileiros que estão na disputa e falou sobre como acabou virando embaixador global da marca. “O fator decisivo na minha vida foi um ataque cardíaco aos 19 anos. Eu estudava Direito nessa época, em Christchurch, na Nova Zelândia”, conta.

O susto o fez mudar de ideia sobre a vida. “Eu já tinha trabalhado meio período como bartender na adolescência e gostei muito. Então, resolvi largar o curso de Direito e me oferecer para trabalhar de graça em um bar em troca de experiência e referências.”

Depois de ligar para vários estabelecimentos sem sucesso, um deles acabou aceitando que ele fizesse um teste. Após uma semana no posto, foi contratado. Pouco tempo depois ele conheceu Jimmy Summerfield, um campeão e jurado em competições nacionais de sabores de bebidas. Foi ele quem apresentou esse mundo a Cullimore.

O neozelandês logo se apaixonou pelo lado “artístico” de um bar, não apenas como um local para entretenimento. Começou, então, ele mesmo a participar de campeonatos quando tinha 20 anos, em 1999. No ano seguinte já estava participando de uma competição a nível nacional, da qual se tornou campeão em 2003.

“Eu sempre tive a ambição de conhecer o mundo e adorava as competições, mas estava sempre com um projeto novo que me impedia de fazer muito sobre isso”, disse. Já com experiência na área, ele abriu seus próprios bares em Chirstchurch e cuidava de seus próprios negócios.

Em 2011, porém, um terremoto de magnitude 7.1 destruiu a cidade e seu patrimônio. Ele ficou impedido de acessar os bares por meses já que a área afetada pelo desastre ficou interditada. O seguro cobriu seu salário por um ano, período que ele passou ajudando seus mentores e colegas a reconstruir seus negócios.

Foi nessa mesma época que ele ficou sabendo que a Bacardí estava em busca de um embaixador na Nova Zelândia. Ele acionou alguns contatos na área, conseguiu uma entrevista e foi contratado para a vaga. Ele ajudou a implantar a competição Bacardí Legacy no país.

O trabalho como embaixador da marca na Nova Zelândia foi tão bom que foi notado por Jacob Briars, diretor global da Bacardí. Briars perguntou a Cullimore se ele queria uma posição global na empresa. “Seria um desafio enorme que eu não sabia se estava pronto para encarar. Mas quando estamos prontos para encarar uma coisa dessas? As pessoas se agarram em oportunidades como essa e eu fiz o mesmo”, disse.

Assim, em 2015, depois de passar por entrevistas internas e testes, Cullimore se tornou finalmente o embaixador global da Bacardí. Sua base passou a ser Londres, na Inglaterra, de onde ele monitora todas as etapas do Bacardí Legacy, hoje presente em cerca de 50 países.

“Você pode viajar e conhecer o mundo todo. Além da parte burocrática que eu tenho que fazer, como participar como jurado do Bacardí Legacy e planejar algumas ações da marca, eu também gasto bastante tempo do meu trabalho conversando com bartenders e inspirando eles para que evoluam em suas carreiras. Essa é uma parte bem legal do meu trabalho”

Dickie Cullimore, embaixador global do rum Bacardí Dickie Cullimore, embaixador global do rum Bacardí

Dickie Cullimore, embaixador global do rum Bacardí (Bacardí/Divulgação)