Discovery contrata Tiger Woods para “Netflix do Golf”

Woods aparecerá em uma série de programas do serviço, como vídeos instrutivos e filmagens dos bastidores mostrando como se prepara para torneios

A Discovery, a empresa de mídia americana que se transformou em um ator internacional dos esportes, fechou acordo com Tiger Woods para entregar um canal dedicado ao astro em seu serviço de golfe estilo Netflix.

Munido de vídeos exclusivos estrelados pelo maior golfista de sua geração, a Discovery pode atrair mais assinaturas para o GolfTV, um serviço de streaming de vídeo que estreará em janeiro e que está sendo desenvolvido pela Discovery e pela PGA Tour.

Woods aparecerá em uma série de programas do serviço, como vídeos instrutivos e filmagens dos bastidores mostrando como é sua preparação para os torneios. O atleta de 42 anos receberá uma fatia da receita com assinaturas do GolfTV, que também transmitirá torneios ao vivo.

Embora seja conhecida pelos programas sem roteiro, como “Shark Week”, a Discovery está focada em se tornar líder na transmissão esportiva global. A empresa adquiriu uma série de licenças esportivas de TV, incluindo os direitos europeus para as Olimpíadas até 2024 por US$ 1,4 bilhão.

O acordo é o último sinal de que Woods, há tempos um dos atletas mais reservados do mundo, está se abrindo mais perto do fim da carreira. Na sexta-feira, Woods enfrentou Phil Mickelson em um duelo de golfe transmitido por pay-per-view no qual os jogadores tomaram a rara decisão de usar microfones no campo. Woods perdeu o jogo e o evento foi marcado por uma falha técnica no processamento dos pagamentos on-line dos clientes que obrigou os distribuidores a disponibilizar o conteúdo gratuitamente.

Chamariz de audiência

Apesar de o número de americanos que jogam golfe estar em declínio, Woods continua sendo um grande chamariz de audiência de TV depois que retornou às turnês, nos últimos meses, após a quarta cirurgia nas costas. A rodada final do Tour Championship, em setembro — em que Woods venceu seu primeiro torneio em mais de cinco anos –, teve três vezes mais audiência que a do ano passado.

Em junho, a Discovery concordou em pagar US$ 2 bilhões pelos direitos internacionais de TV a longo prazo à PGA Tour. O acordo de 12 anos inclui direitos de TV e on-line para o circuito de golfe masculino dos EUA e o desenvolvimento do serviço de streaming de vídeo do qual Woods participará.