Dirigente nega que Djokovic serrou as raquetes ao perder

''Ele não fez isso, eu falei como metáfora, já que quis defender Novak Djokovic. Quis explicar o quanto importava ganhar a medalha e como estava decepcionado'', diz Divac

Zagreb – O presidente do Comitê Olímpico da Sérvia, o ex-jogador de basquete Vlade Divac, desmentiu nesta quinta-feira que o tenista Novak Djokovic tenha serrado suas raquetes após perder a disputa do bronze nos Jogos Olímpicos de Londres para o argentino Juan Martín del Potro.

”Ele não fez isso, eu falei como metáfora, já que quis defender Novak Djokovic. Quis explicar o quanto importava ganhar a medalha e como estava decepcionado”, afirmou Divac à agência sérvia de notícias ”Tanjug”.

O jornal esportivo sérvio ”Sportski Zurnal” e o portal de notícias ”B-92” publicaram ontem as declarações de Divac, em que ele assegurava que em momento de raiva Djokovic resolveu serrar as raquetes depois da última partida nos últimos Jogos Olímpicos.

Hoje o dirigente esportivo lamentou a confusão, segundo ele, causada por ”um trôpego trocadilho”, disse Divac.