Criador da versão americana de “Betty, a Feia” é encontrado morto nos EUA

Silvio Horta estudou cinema em Nova York e depois se mudou para Los Angeles, onde trabalhou como roteirista e produtor

Miami — O criador da série “Ugly Betty”, versão americana da colombiana “Betty, a Feia”, Silvio Horta, foi encontrado morto em Miami com um tiro na cabeça, caso que as autoridades tratam como um possível suicídio.

De acordo com a revista “Variety”, o corpo de Horta foi achado em um motel da cidade onde os pais chegaram de Cuba em 1969 para escapar do governo de Fidel Castro. A notícia da morte foi confirmada pelo empresário de Horta, que não revelou oficialmente a causa.

Horta, de 45 anos, nasceu em Miami e estudou cinema em Nova York antes de se mudar para Los Angeles, onde inicialmente se dedicou a ser roteirista.

Começou a se destacar ao ser escolhido para escrever “Lenda Urbana” (1998), filme protagonizado por Jared Leto e dirigido por Jamie Blanks que misturava suspense e terror.

Anos depois, foi contratado por Ventana Rosa, a produtora de Salma Hayek, para desenvolver uma versão americana da novela colombiana “Betty, a Feia”.

A série, da qual Horta também era produtor executivo, foi protagonizada por America Ferrera e durou cinco temporadas, até ser cancelada em 2010.

Recentemente, Horta vendeu à “Fox” o filme “Move”, baseado na vida da coreógrafa Laurieann Gibson e que estava produzindo em colaboração com Mary J. Blige.