Corintianos já pagam até 12 mil reais por ingresso na final

Com poucos bilhetes oferecidos a torcedor comum, mercado paralelo esquenta

São Paulo – Na estreia do Corinthians na Copa Libertadores 2012, em 7 de março, no Pacaembu, contra o Nacional do Paraguai, o torcedor do clube paulista pagava 50 reais por um ingresso de arquibancada ou 200 reais por uma cadeira.

Quatro meses depois, em 4 de julho, o Corinthians volta ao estádio na grande final da competição – e já há fanáticos que gastam até 12.000 reais por uma entrada. O valor, pago por um torcedor anônimo num site de revenda de ingressos na manhã desta quinta-feira, dia seguinte à primeira partida da final, seria suficiente para comprar 240 entradas para os jogos do time na fase de grupos.

No primeiro jogo da final, em Buenos Aires, os corintianos já sofreram para conseguir ingressos. O Boca Juniors disponibilizou apenas 2.450 bilhetes, que foram vendidos através da agência de viagens oficial do clube, entregues a torcidas organizadas e oferecidos aos sócios mais assíduos do plano Fiel Torcedor.

Alguns torcedores que foram à Argentina sem ingresso arriscaram a sorte com os cambistas – e muitos acabaram comprando bilhetes falsos nos arredores do Estádio La Bombonera. O Corinthians chegou a divulgar comunicados aos torcedores pedindo que eles não viajassem à Argentina se não tivessem a entrada nas mãos.

Para a segunda partida, a venda de ingressos foi iniciada na terça-feira. Em apenas 15 minutos, os torcedores participantes do programa Fiel Torcedor esgotaram os bilhetes para três setores do estádio – cadeira laranja, numerada e setor VIP.

O torcedor comum deve ter acesso a um número reduzido de entradas nas bilheterias do Pacaembu, já que apenas sócios que já compraram mais de 45 entradas no Fiel Torcedor puderam garantir o ingresso da final por antecipação. Em função disso, acredita-se que a corrida pelos ingressos no mercado paralelo vai se intensificar a cada hora em que a partida de quarta que vem se aproxima.