Conheça o app para comprar e vender carros

A startup Carupi permite que você passe seu automóvel para a frente sem sair de casa e comercializa modelos de até 325 mil

O invocado Mercedes-Benz C-43, ano 2017, sai por R$ 265 mil. O robusto Porsche Cayenne, de 2015, está disponível por R$ 240 mil. Já o icônico Jaguar XE, fabricado em 2016, pode ser seu por R$ 135 mil. Os três modelos constam da frota da Carupi, uma plataforma online que faz a ponte entre quem quer vender seu carro e potenciais compradores.

Fundada no ano passado, ela se resume a um site e a um aplicativo que permitem que os interessados passem seus automóveis para a frente sem arredar o pé de casa.

A companhia desloca fotógrafos até a sua garagem e motoristas para realizar a demorada e indispensável vistoria do veículo, para levar o carro até potenciais compradores, que têm direito a um test-drive, e para entregá-lo caso a venda seja fechada, o que só é feito depois que o dinheiro cai na sua conta.

Outra mão na roda: a startup leva em casa a documentação que precisa ser assinada, além de se incumbir da transferência financeira.

Por tudo isso, cobra cerca de R$ 3 mil, abatidos da transação — quem estipula os valores das vendas são os proprietários e contra-propostas são permitidas.

A Carupi sustenta que quem recorre a concessionárias ou lojas automotivas fatalmente fecha a venda por cerca de 30% abaixo da tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE). Com a startup os ganhos seriam 15% maiores.

Carupi: app para compra e venda de carros Carupi: app para compra e venda de carros

Carupi: app para compra e venda de carros (Carupi: app para compra e venda de carros/Divulgação)

Para corroborar o que diz, a companhia afirma que quem vender da forma tradicional um Hyundai HB20 2019, por exemplo, conseguirá perto de R$ 46.080. Com a Carupi, o valor seria próximo de R$ 53.300, um acréscimo de R$ 7.220.

O modelo mais caro cuja transação a empresa intermediou foi um Mercedes-Benz GLC 2019. Saiu por R$ 325 mil. Veículos bem mais em conta, no entanto, também têm vez na plataforma, a exemplo do Fiat Mobi 2019, oferecido por R$ 34 mil.

Abastecida por um aporte de um grupo de investidores do Vale do Silício, a startup opera atualmente apenas na Grande São Paulo. Determinada a se expandir para outras regiões, afirma impactar 500 mil potenciais compradores a cada mês. “90% dos nossos usuários dizem estar satisfeitos com o nosso serviço e 60% acabam trazendo espontaneamente outros usuários”, comemora Diego Fischer, CEO e fundador da Carupi.