Como funciona a escola que Elon Musk criou para os filhos

Cansado das escolas tradicionais, empresário que quer colonizar Marte criou a escola ideal para os filhos. Veja como funciona

São Paulo – Nem sempre a relação dos pais com a escola dos filhos é perfeita. Agora, imagine se você tivesse dinheiro suficiente para construir uma instituição de ensino totalmente coerente com seus valores?

O excêntrico empresário Elon Musk, dono da Tesla e da SpaceX, fez exatamente isso. Em entrevista a um programa de TV na China, ele revelou que estava descontente com a escola que seus filhos estudavam e decidiu criar uma própria.O relato é do site Business Insider.

Chamada Ad Astra – algo como “Para as estrelas”, a pequena escola abriga cerca de 14 alunos – quase todos são filhos de funcionários da SpaceX. Segundo ele afirmou na entrevista, a expectativa é que, em setembro, outras seis crianças se matriculem na instituição.

Musk não deu detalhes sobre a faixa etária dos alunos, mas deixou claro que a Ad Astra é diferente das escolas tradicionais.

Dono de uma fortuna estimada em 13 bilhões de dólares, Musk é um dos empresários mais ambiciosos da atualidade. Sua missão mais excêntrica é colonizar Marte.

Os alunos não são divididos em séries

Enquanto nas escolas tradicionais, os alunos são divididos em séries de acordo com a faixa etária, na escola de Musk este conceito não existe. A ideia, segundo ele, é fazer as crianças experimentarem o mesmo nível de ensino, ao mesmo tempo, como em uma linha de montagem.

“Algumas pessoas amam inglês ou línguas, outras gostam de matemática. Algumas pessoas adoram música. Habilidades diferentes, tempos diferentes”, afirmou. “Faz mais sentido fornecer educação combinando as aptidões e habilidades”.

O método de ensino é focado na resolução de problemas

O estilo de ensino defendido por Musk não dá respostas prontas para os alunos, antes os induz a definir as próprias conclusões. “É importante ensinar como solucionar problemas ou ensinar sobre o problema e não sobre as ferramentas”, afirmou na entrevista.