Comediante engana a casa Branca e fala com Donald Trump no telefone

Os dois teriam conversado sobre caso de corrupção envolvendo um senador, sobre a vacância para a Suprema Corte e também sobre política de imigração

Um comediante norte-americano alega ter conseguido falar com o presidente dos Estados Unidos Donald Trump, fingindo ser assessor do senador democrata de Nova Jersey Bob Menendez. A Casa Branca não comentou a veracidade da ligação.

Segundo ele, a ligação teria ocorrido durante o programa de rádio de John Melendez, mais conhecido como Stuttering John, na última quinta-feira, 28. John ligou para a Casa Branca e o presidente não estava. Contudo, menos de uma hora depois, recebeu uma ligação de volta e conversou com o presidente.

“Estou em choque. A gente fez como se fosse uma piada, eu sou um comediante. Não posso acreditar que, em menos de uma hora e meia, consegui falar com Jared Kushner [assessor do presidente] e Donald Trump, no telefone direto do avião do presidente”, falou o comediante.

Os dois teriam conversado sobre um caso de corrupção envolvendo o senador, sobre a vacância para a Suprema Corte norte-americana (Trump disse que deve indicar um nome para a vaga do nos próximos 14 dias) e também sobre a política de imigração nos Estados Unidos.

“Tudo o que eles tinham que fazer era me perguntar de qual afiliação o senador Menendez é ou de qual Estado, e eu não saberia responder”, disse John à CNN.

Inicialmente, o comediante e sua equipe ligaram para a Casa Branca e se apresentaram com sua identidade verdadeira, mas não obtiveram sucesso. Foi então, que tiveram a ideia de se passar por um assessor inglês do senador de Nova Jersey.

Dizendo que precisava tratar de temas importantes com o chefe do executivo, o comediante foi transferido de funcionário em funcionário, até que recebeu a ligação de volta de Donald Trump. Ele teria feito a ligação do avião oficial.

Uma fonte disse à CNN que a Casa Branca ligou para o gabinete do senador para perguntar sobre a ligação, o que os deixou confusos. Bob Menendez disse ao canal de televisão que adoraria conversar com o presidente sobre a política de imigração do país.