Com gol de vitória, Marta supera Klose e é a maior artilheira das Copas

Seleção brasileira vence a Itália por 1 a 0 e avança às oitavas de final da Copa do Mundo de Futebol Feminino

São Paulo — A seleção brasileira feminina de futebol venceu a Itália por 1 a 0 nesta terça-feira (18) em Valenciennes, na França. O resultado da partida foi definido com um gol da camisa 10 do time, Marta, e leva o Brasil para as oitavas de final da Copa do Mundo.

Além disso, a jogadora marcou seu 17º gol em Copas do Mundo e ultrapassou o alemão Miroslav Klose, tornando-se a maior artilheira da história do torneio.

Marta, que começou o jogo entre as titulares, participou da disputa usando um batom escuro. “Muito feliz pela vitória principalmente. Quebrar recordes é algo que acontece naturalmente quando se dedica e se trabalha com amor. Dedico às mulheres. A gente representa todas elas e busca fazer o nosso melhor sempre”, afirmou Marta, eleita seis vezes a melhor do mundo e que marcou pela segunda vez neste torneio – seu outro gol havia saído na derrota por 3 a 2 para a Austrália.

Antes, Marta havia ficado de fora da estreia do Brasil no Mundial, a vitória por 3 a 0 sobre a Jamaica. Ainda sem estar nas melhores condições físicas, foi substituída durante a etapa final do confronto com a Itália, algo que também havia acontecido contra a Austrália, quando também havia conseguido um feito, se tornando a primeira atleta, entre homens e mulheres, a marcar em cinco edições diferentes da Copa.

“Digo que a gente está quebrando muitas barreiras, e esse recorde representa bastante, porque não é só a jogadora Marta, mas as mulheres. Em um esporte que ainda é masculino para muitos, temos uma mulher como a maior artilheira das Copas. É para todas elas”, acrescentou.

O time brasileiro dependia apenas do empate para se classificar às oitavas de final. Mas, mesmo com uma derrota, ainda teria chance de continuar na busca pelo título.

Agora, o próximo adversário das brasileiras ainda será definido em função de resultados de outros jogos, mas existe a possibilidade de o Brasil enfrentar a França, anfitriã do torneio.