Colômbia vence Costa do Marfim e se aproxima das oitavas

Com a vitória por 2 a 1 sobre os africanos, Colômbia espera empate entre Japão e Grécia para se classificar às oitavas

A Colômbia derrotou a Costa do Marfim por 2 a 1 nesta quinta-feira em Brasília, em partida do Grupo C da Copa do Mundo, e se aproximou da classificação às oitavas de final da competição.

A Colômbia abriu o placar no segundo tempo, com um gol de cabeça de James Rodríguez, aos 19 minutos, e ampliou aos 25, com Juan Quintero, que finalizou um rápido contra-ataque. Gervinho diminuiu para os marfinenses em linda jogada individual, aos 29.

Com a vitória, os colombianos chegaram aos seis pontos e esperam agora pelo resultado da partida entre Japão e Grécia, que se enfrentam ainda nesta quinta-feira, em Natal. Um empate coloca os ‘Cafeteros’ na próxima fase.

Em 24 de junho, os colombianos enfrentam o Japão na Arena Pantanal, enquanto a Costa do Marfim, com três pontos e ainda com boas chances de classificação, mede forças com os gregos em Fortaleza.

O veterano craque Didier Drogba ficou novamente na reserva, entrando apenas no segundo tempo, como no jogo contra o Japão.

Contra os favoritos do grupo, o técnico francês Samir Lamouchi do “Elefantes” optou por tirar um atacante para colocar mais um meia, dando mais proteção à defesa. Gradel entrou no lugar de Kalou.

Já o técnico argentino da Colômbia, José Pékerman, gostou do que viu de sua seleção na vitória sobre a Grécia por 3a 0 e colocou em campo o mesmo time da primeira rodada.

Como esperado, a partida se mostrou parelha desde o primeiro minuto, com as duas equipes procurando o gol adversário. Com mais posse de bola, os colombianos apostaram na troca de passes para chegar ao ataque, enquanto os marfinenses confiavam na velocidade de seus jogadores no contra-ataque.

Aos 5 minutos iniciais, Téo Gutierrez deu o primeiro chute perigoso da partida de fora da área, mas a bola saiu pela linha de fundo.

A Costa do Marfim respondeu logo em seguida. Yaya Touré tocou para Gervinho, que cortou para dentro e arriscou da entrada da área, aos 10, mas a bola também não achou o gol.

A melhor chance do primeiro tempo veio numa boa trama ofensiva dos sul-americanos. James Rodriguez foi lançado pela esquerda, e cruzou nos pés de Gutierrez, que apareceu sozinho cara a cara com Ospina. O centro-avante tentou de primeira, mas pegou muito mal na bola e mandou para fora, para desespero dos torcedores colombianos, que já comemoravam.

Os marfinenses não se abateram com a falha do sistema defensivo e deram o troco no minuto seguinte. Aurier pedalou para cima de Yepes e chutou rasteiro, mas Ospina pulou e defendeu com segurança.

Colômbia segura pressão

Na volta do intervalo, a Colômbia voltou a campo muito mais acesa e impôs uma forte pressão sobre os africanos.

Aos 13, os ‘Cafeteros’ quase abriram o placar com Cuadrado, que recebeu ótimo passe de Rodríguez e chutou quase sem ângulo. O goleiro Barry Copa não conseguiu segurar e a bola foi parar na trave.

De tanto pressionar, a Colômbia conseguiu marcar. Numa cobrança de escanteio aos 19, James Rodriguez, grande nome da equipe depois do corte do astro Radamel Falcao, subiu mais alto do que a zaga e fuzilou de cabeça o goleiro Copa, que não segurou.

Os comandados de Pékerman aproveitaram o bom momento e não relaxaram. Aos 25, Zokora tentou sair driblando e foi desarmado por Rodríguez. A bola sobrou para Gutierrez, que deixou Quintero na cara do gol. O atacante do Porto tirou de Copa e ampliou o placar.

Quando parecia que a Costa do Marfim não teria forças para reagir, os africanos acharam um gol numa linda jogada individual de Gervinho.

Aos 29, o atacante da Roma recebeu na esquerda, driblou dois jogadores, invadiu a área e chutou com força. Ospina tentou segurar, mas a bola foi morrer no fundo do gol.

Renovados e com Didider Drogba em campo, os marfinenses partiram para cima em busca do empate.

Aos 32 e 35, Kalou e Boly tentaram empatar de cabeça, após cruzamentos na área, mas Ospina segurou. Aos 40, Gervinho fez outra ótima jogada individual e tocou para Kalou chutar da entrada da área. A bola novamente parou nas mãos do goleiro ‘Cafetero’.

Ao som do apito final, a maré amarela colombiana no estádio Mané Garrincha fez a festa, comemorando a segunda vitória em dois jogos neste Mundial.