Clube inglês bane torcedor de 13 anos por racismo

A partida entre as equipes aconteceu no dia 6 de outubro e a investigação começou somente após acusações do jogador Sordell

Londres – O racismo é um problema cada vez mais presente no esporte inglês e nesta quarta-feira um novo episódio chocou o futebol local. O Millwall, tradicional clube da segunda divisão local, anunciou o banimento de um torcedor de 13 anos por abuso racial contra o atacante Marvin Sordell, do Bolton.

A partida entre as equipes aconteceu no dia 6 de outubro e somente após acusações de Sordell, que indicou outros três companheiros que também teriam sofrido abuso, a investigação começou. Na época, o atacante do Bolton inclusive criticou os policiais, que “estavam de pé a metros de distância e não fizeram nada”.

O Milwall divulgou um comunicado oficial nesta quarta, no qual pedia desculpas ao Bolton e a Sordell. O clube ainda apontou que o banimento do torcedor não será pelo resto da vida, dada sua pouca idade, e que o garoto enviou uma carta para o atacante adversário se desculpando.

“O garoto foi banido de partidas do Millwall por tempo indeterminado, mas o clube sentiu, dada a idade do jovem, que tinha a tarefa de tentar educá-lo e reabilitá-lo. Assim, nós oferecemos colocá-lo em um de nossos programas educacionais na esperança de que ele possa mudar sua visão sobre igualdade, racismo e vida no geral”, explicou o comunicado.