Clooney protestará com jovens da Flórida por controle de armas

O ator e sua esposa, Amal, disseram também que vão doar 500 mil dólares à "Marcha por Nossas Vidas" que acontecerá em Washington

Los Angeles – O ator George Clooney e sua esposa, Amal, disseram nesta terça-feira que vão doar 500 mil dólares à “Marcha por Nossas Vidas” que acontecerá em Washington e que caminharão ao lado de estudantes para apoiar o controle de armas, depois de um incidente com tiros em uma escola na Flórida deixar 17 mortos na semana passada.

“Nossa família estará lá no dia 24 de março para ficar lado a lado desta geração incrível de jovens de todo o país, e em nome de nossos filhos, Ella e Alexander, estamos doando 500 mil dólares para ajudar a pagar por este evento revolucionário. As vidas de nossos filhos dependem disso”, disse Clooney, em comunicado.

O ator de “Onze Homens e um Segredo” e sua esposa e advogada de direitos humanos, Amal, que deu à luz aos gêmeos Ella e Alexander em 2017, são conhecidos por doar grandes quantias de dinheiro a causas políticas.

No ano passado, eles doaram um milhão de dólares à organização de assistência legal Southern Poverty Law Center depois que uma manifestação de supremacistas brancos em Charlottesville, no Estado da Virgínia, provocou protestos e a morte de uma mulher.

Alunos da escola de ensino secundário Marjory StonemanDouglas, da Flórida, onde um ex-aluno de 19 anos foi acusado de cometer um massacre com um fuzil de assalto semiautomático estilo AR-15 no dia 14 de fevereiro, estão ajudando com o planejamento da marcha.

A “Marcha por Nossas Vidas” é uma das várias manifestações sendo organizadas por alunos de todo o país em apoio a leis mais rigorosas de controle de armas e em desafio a políticos que eles dizem ter sido incapazes de protegê-los. Diversos ônibus de estudantes da Flórida seguiram para a capital do Estado, Tallahassee, nesta terça-feira para pedir a proibição de fuzis de assalto.

Outras celebridades expressaram seu apoio aos esforços dos estudantes nas redes sociais, como Justin Bieber, Lady Gaga e Cher.

A posse de armas é garantida pela Segunda Emenda da Constituição dos Estados Unidos, e continua sendo um dos temas mais controversos do país.