Por que o Corolla é o carro mais vendido do mundo

Toyota apresenta novo Corolla 2020 em três modelos e dois tipos de motores, incluindo o inédito híbrido flex

São Paulo – Não é uma montadora americana que mais vende carros no mundo. Em 2018, a campeã foi a Toyota com seu Toyota Corolla, com 995.356 unidades vendidas pelo globo. Um tanto atrás está a Ford com sua picape série F, vendendo 891.776 unidades. Lançado em 1966, o Corolla manteve vendas consistentes ao longo dos anos e já acumula 47 milhões de veículos vendidos.

No Brasil, o Corolla está apenas na 11ª posição dos carros mais vendidos: perde para o campeão Chevrolet Onix. Ainda assim, um número expressivo de vendas – e é líder no segmento de sedãs médios no mercado nacional.

A Toyota apresentou ontem à noite (3) no Guarujá, em São Paulo, o novo Corolla 2020. É a 12ª geração do carro. Além do motor a combustão flex, a marca apresentou uma tecnologia inédita no mundo e que será fabricada no Brasil: o motor híbrido flex, que combina dois motores elétricos com um motor a combustão flex, aceitando gasolina ou etanol. Outros modelos do mercado com motores híbridos não eram flex: aliavam o motor elétrico com o motor a combustão que só aceitava gasolina.

Para produzir o modelo no Brasil – que será vendido no mercado nacional e para os países da América Latina – a montadora investiu R$ 1 bilhão na fábrica de Indaiatuba. A fábrica de Porto Feliz também recebeu investimento, de R$ 600 milhões, e vai produzir o novo motor flex 2.0L Dynamic Force.

Toyota Corolla 2020 Toyota Corolla 2020

Toyota Corolla 2020 (Toyota/Divulgação)

Modelos e motores

O Corolla 2020 chega em três modelos e duas motorizações. Os modelos GLi, XEi e Altis contarão com o motor a combustão flex 2.0L Dynamic Force, mas somente o Altis também contará com a versão com o motor híbrido flex.

O sistema híbrido combina motor a gasolina de 1.8L com 101cv de potência a 5.200rpm (com etanol) e 98cv a 5.200rpm (com gasolina). Esse sistema funciona junto com dois motores elétricos, de 72cv, alimentados por uma bateria híbrida de níquel-hidreto metálico, localizada embaixo do banco traseiro.

Já o motor 2.0L Dynamic Force é 15% mais potente e 9% mais eficiente do que o motor da geração anterior. Rende 177cv de potência a 6.600rpm com etanol e 169cv a 6.600rpm com gasolina.

Design

Segundo a montadora, o veículo ganhou mais robustez com as laterais dos para-choques dianteiro e traseiro se sobressaindo, dando ideia de postura firme e amplitude. O centro de gravidade do carro também está mais baixo em dez milímetros.

Na frente do carro, as laterais do para-choque ganharam forma trapezoidal e circundam a grade frontal superior. A grade dianteira superior se conecta aos faróis de traços angulares.

As rodas são de liga leve nos três modelos, sendo de 16 polegadas e acabamento em prata no modelo GLi e de 17 polegadas e cor prata nos modelos XEi e Altis.

Pela primeira vez, o Corolla ganhou um teto solar. Está disponível na versão Altis com motor a combustão flex ou como opção do pacote premium do Altis versão híbrido flex.

O carro chega em sete cores: Branco Polar, Branco Perolizado, Preto Eclipse, Prata Supernova, Vermelho Granada, Marrom Urban e a nova e exclusiva Cinza Celestial.

Interior do novo Toyota Corolla 2020 Interior do novo Toyota Corolla 2020

Interior do novo Toyota Corolla 2020 (Toyota/Divulgação)

Veja também

Preços

O GLi com motor a combustão flex sai por R$ 99.990, enquanto o XEi com motor a combustão flex sai por R$ 110.990.

O Altis traz dois preços: para a versão com motor flex ou para a versão híbrido flex, o preço é R$ 124.990. O modelo com motor híbrido flex está disponível em um pacote premium, por R$ 6 mil a mais.

No mercado

O Corolla 2020 chega às concessionárias brasileiras em 12 de setembro e já conta com base sólida de interessados: desde junho a montadora completou 50 mil pré-cadastros. Em 15 de setembro, a marca lança a campanha oficial do carro, a partir do conceito “Sempre à frente”.

O comercial de 60 segundos estreia no intervalo comercial do Fantástico, da Rede Globo. Ainda haverá versões do comercial de 5, 15 e 30 segundos. O departamento de marketing também prepara ação no Waze, patrocínio até o fim do ano no The Voice da Sony, e quatro episódios de podcast.

A expectativa da marca é 4.500 unidades vendidas por mês no Brasil, sendo mil modelos com motor híbrido flex e 3.500 com motor a combustão flex.

Toyota Corolla 2020: expectativa de 4.500 unidades vendidas por mês Toyota Corolla 2020: expectativa de 4.500 unidades vendidas por mês

Toyota Corolla 2020: expectativa de 4.500 unidades vendidas por mês (Toyota/Divulgação)