Carla Bruni protege filha das câmeras ao deixar hospital

Primeira-dama da França vem dizendo há semanas que não quer que sua filha seja fotografada

Paris – Carla Bruni, a esposa do presidente francês, Nicolas Sarkozy, saiu da clínica de Paris na qual deu à luz na quarta-feira, protegendo das câmeras sua filha Giulia.

Carla Bruni-Sarkozy deixou a clínica da Muette, no distrito XVI de Paris, com o bebê nos braços coberto por uma touca de cor escura e entrou no carro que a aguardava, como mostraram as imagens feitas por fotógrafos e cinegrafistas de prontidão no local.

A primeira-dama da França vem dizendo há semanas que não quer que sua filha seja fotografada e afirmou que não iria expô-la publicamente.

Soube-se inclusive que preparou uma resposta legal para o caso de a imprensa infringir o direito ao anonimato e à intimidade da pequena.

O presidente francês, que neste domingo está em Bruxelas participando do Conselho Europeu, esteve no sábado na clínica onde estava internada sua mulher em três oportunidades antes de viajar a capital belga.

Antes de Giulia, Carla Bruni teve Aurélien, nascido em 2001 da relação com o filósofo Raphael Enthoven.

Sarkozy têm três filhos de dois casamentos anteriores: Pierre (nascido em 1985), Jean (em 1986) e Louis (em 1997).