Canções para Ninar Adultos reúne contos de jornalista punk

Fred Di Giacomo mistura todo tipo de referência, incluindo uma ilustração que recria a capa do primeiro disco dos Ramones

São Paulo – Você pode até deixar de ser punk, mas o movimento punk nunca sai de você. Pegue o chef Alex Atala, um punk na adolescência. O cara tem o melhor restaurante de São Paulo e é premiadíssimo. Mas como seu lado rebelde aparece na alta gastronomia? Usa na cozinha um óleo da exótica priprioca. Os conservadores viram a cara, obviamente. O mesmo acontece na literatura, pois é só no espaço da ficção que você encontrará um conto com o título Joguei meu iPhone nas águas sujas do Tietê. Sua amiga patricinha vai odiar; você, leitor de Alfa, vai conseguir rir de si mesmo. E esse é o verdadeiro espírito rebelde.

O conto anterior aparece no livro Canções para Ninar Adultos, de Fred Di Giacomo, editor dos sites de Superinteressante e Guia do Estudante. Fred, um punk de Penápolis —ser punk no oeste paulista é realmente punk —mistura todo tipo de referência, incluindo uma ilustração que recria a capa do primeiro disco dos Ramones. No lugar dos músicos, estão Bukowski, Allen Ginsberg, Edgar Allan Poe e Nelson Rodrigues.

O lançamento do livro aconteceu na última quinta-feira, 25, em São Paulo, no bar Canto Madalena (R. Medeiros de Albuquerque, 471, Pinheiros). O livro custa R$ 36.

Leia abaixo o conto que abre Canções para Ninar Adultos:

O Homem Que Colecionava Dedicatoriashttp://www.scribd.com/embeds/111150924/content?start_page=1&view_mode=scroll