Cachorro-quente mais caro do mundo custará US$ 2.300

Verba arrecadada com a venda do lanche, feito por um restaurante de Nova York, será doada a uma instituição de caridade

São Paulo – Quanto você pagaria para apreciar um cachorro-quente? O restaurante nova-iorquino 230 FIFTH vai cobrar 2.300 dólares pelo lanche, que será colocado à venda no dia 30 de julho e é considerado o mais caro do mundo.

O estabelecimento criou uma receita exclusiva com ingredientes raros e sofisticados. O sanduíche medirá 30 centímetros e terá uma salsicha especial, feita de carne de boi da raça japonesa Wagyu, maturada pelo processo dry-age por 60 dias, e de trufas negras.

O pão será um brioche torrado com pinceladas de manteiga de trufa branca e lambuzado de ketchup da marca “W” e mostarda francesa. Entre os recheios, estão cebolas caramelizadas com champgne Dom Perignon e vinagre balsâmico de 100 anos de idade, chucrute caseiro refogado com champagne misturado a um caviar raro, e relish caseiro de picles. O toque final é dado por uma folha de ouro colocada sobre a iguaria.

Além de provar o cachorro-quente mais caro do mundo, a compra ainda vai ajudar pessoas carentes.O dinheiro arrecadado com a venda dos cachorros-quentes será doado à City Harvest, instituição de caridade que cuida de adultos e crianças que passam fome, em Nova York.

Mas não adianta chegar de surpresa. Para experimentar o prato, será preciso ligar e fazer o pedido com 48 horas de antecedência.