Buenos Aires quer se transformar em grande set de filmagem

Governo de Buenos Aires espera transformar a maior província da Argentina em um grande set de filmagem, com ferramenta que facilita o trabalho de produtoras

Buenos Aires – Com um banco de imagens de mais de quatro mil locações e o contato de 4.500 provedores, o governo de Buenos Aires apresentou nesta semana o novo Buscador Audiovisual, com o qual espera transformar a maior província da Argentina em um grande set de filmagem.

A inovadora ferramenta facilitará o trabalho das produtoras que pretendam filmar na província de Buenos Aires por meio de um extenso catálogos de cenários e informação técnica.

“Desenvolvemos um buscador de locações que permita facilitar a busca por locais para filmar, além de dispor da informação necessária sobre serviços técnicos, gastronômicos e turísticos com os quais conta essa cidade ou distrito”, disse à Agência Efe o diretor provincial de Indústrias Culturais e Inovação Criativa, Hernán Gullo.

O Buscador Audiovisual pretende facilitar o trabalho dos produtores que realizem filmagens nesta extensa província e impulsionar o desenvolvimento desta indústria cultural.

Metade das produções argentinas tem pelo menos uma locação na província portenha e apenas em 2013 foram realizadas nela mais de 600 filmagens, segundo a Comissão de Filmagens do Instituto Cultural (Bafilm).

Entre elas está a coprodução hispano-argentina “Relatos Selvagens”, do diretor Damiá Szifrón, que foi rodada no ano passado entre as províncias de Buenos Aires, Salta e Jujuy e este ano representará a Argentina no Oscar após bater recordes de bilheteria no país.

O Buscador Audiovisual tem o propósito de ordenar a informação existente e simplificar as complexas tarefas das áreas de produção, ao pôr à disposição dos produtores dados com os recursos de cada município, assim como o contato de técnicos e provedores registrados nele.

Trata-se de um projeto desenvolvido pela Bafilm, que se encarrega de assessorar e tramitar permissões de filmagem para TV, cinema e publicidade.

“Nossa expectativa dentro do governo é a de ir melhorando ano a ano, por isso pretendemos dar um forte impulso a um setor da indústria cultural como o audiovisual, já que produz uma sinergia e um movimento econômico muito importante em nível de produção de emprego e de riqueza”, destacou Gullo.

Ao mesmo tempo, “mantemos uma política de assistência a uma rede de festivais de curtas que criamos, aos quais assessoramos por meio de um cinema móvel que temos em comodato com o Instituto Nacional de Cinema e Artes Audiovisuais (INCAA)”, sustentou Hernán Gullo.

O funcionário acrescentou que o cinema móvel percorre povoados da província levando produções nacionais a localidades onde não há cinemas, divulgando assim o material audiovisual produzido no país.

A Bafilm é o escritório do governo provincial que trabalha com o cinema e as artes audiovisuais, além da promoção de locações e serviços técnicos audiovisuais da província para facilitar a ancoragem de produções audiovisuais no território.

O lançamento do Buscador Audiovisual inscreve-se dentro dos principais objetivos da Bafilm, que são “seguir atraindo a produção audiovisual à província de Buenos Aires e que se continue filmando no distrito para gerar maior quantidade de emprego e riqueza relacionada a esta indústria”, definiu Gullo.