Brasil encerra sina de quartas e faz semi após 12 anos

Ao vencer a Colômbia, seleção voltou a uma semifinal da Copa doze anos depois de ser campeão no Japão e na Coreia do Sul

São Paulo – Doze anos depois de ser campeão na Coreia do Sul e no Japão, o Brasil está de volta à semifinais de uma Copa do Mundo.

Ao vencer a Colômbia, por 2 a 1, nesta sexta-feira, na Arena Castelão, em Fortaleza, a seleção brasileira encerrou a sina das quartas de final que a perseguia desde o penta e conseguiu voltar a chegar entre os quatro melhores de um Mundial.

Em casa, o Brasil vai disputar, diante da Alemanha, a sua 11.ª semifinal de Copa do Mundo. Historicamente, o País tem bom retrospecto nesta etapa de um Mundial.

Até aqui, em sete vezes conseguiu avançar, tendo sido eliminado apenas três oportunidades: em 1938, 1974 e 1978.

Rival na semifinal da próxima terça-feira, no Mineirão, em Belo Horizonte, a Alemanha é recordista em semifinais. Ao vencer a França nesta sexta, por 1 a 0, os alemães alcançaram esta etapa de um Mundial pela 13.ª vez na história.

Assim como o Brasil, a Alemanha já fez sete finais, mas só venceu três. Tanto em 2006 e 2010 perdeu na semi, terminando na terceira posição.

O confronto da próxima terça será apenas o segundo da história entre Brasil e Alemanha em Copas do Mundo.

O primeiro é histórico para a seleção brasileira que venceu por 2 a 0 em Yokohama (Japão), em 2002, com dois gols de Ronaldo, para conquistar o pentacampeonato.

Com 15 gols, o ex-atacante está empatado com o alemão Klose, que estava presente naquela partida e pode tentar se isolar no posto de maior artilheiro dos Mundiais exatamente diante do Brasil.

As duas seleções se enfrentaram em outros dois jogos oficiais na história: na semifinal da Copa das Confederações de 2005 (Brasil venceu por 3 a 2) e na fase de grupos desta mesma competição, em 1999 (goleada brasileira por 4 a 0).

O último confronto entre os dois rivais foi amistoso, em 2011, vencido pela Alemanha, por 3 a 2, em casa.

Neuer, Lahm, Hummels, Götze, Kroos, Schweinsteiger, Müller, Podolski, Boateng, Klose e Schürrle estiveram em campo pela Alemanha. No time brasileiro seguem Julio Cesar, Daniel Alves, Thiago Silva, Fernandinho e Neymar.