Bolt já quer passar o bastão para novas gerações

O grande personagem olímpico ameaça mudar de modalidade no atletismo

São Paulo – Ninguém pode negar que Usain Bolt, depois da Olimpíada de Londres, consolidou definitivamente seu protagonismo no mundo dos esportes.

Ao final de uma maratona de três medalhas, Bolt deixou Londres com clara dúvida na cabeça: ir ou não para a Olimpíada no Rio.

Em entrevistas, declarou se considerar velho para um terceiro ciclo olímpico, o que é uma injustiça — afinal, terá 29 anos em 2016 —, e, de maneira implícita, passou o bastão para a nova geração dos corredores jamaicanos.

O Rio de Janeiro não seria o mesmo sem ele. Mas há uma esperança no ar: Bolt acaba de declarar suas intenções de participar, sim, da Olimpíada do Rio, mas em outras modalidades: 400 metros e salto em distância. Os cariocas agradecem.