Bernardo Bertolucci, diretor de “Último Tango em Paris”, morre aos 77 anos

Cineasta é considerado um mestre do cinema italiano e mundial

O cineasta italiano Bernardo Bertolucci, conhecido por filmes como “Último Tango em Paris” e “O Último Imperador”, faleceu em Roma aos 77 anos, anunciou a imprensa italiana.

Bertolucci é considerado um mestre do cinema italiano e mundial. Em 1987, “O Último Imperador”, filme sobre o último imperador da China, recebeu nove estatuetas na cerimônia do Oscar.

Em 1972, o cineasta conquistou fama mundial com “Último Tango em Paris”, um drama erótico protagonizado por Marlon Brando e Maria Schneider.

Nos últimos anos, Bertolucci utilizava uma cadeira de rodas. Em 2011, o italiano recebeu uma Palma de Ouro honorária no Festival de Cannes pelo conjunto de sua obra.

Nascido em Parma, nordeste da Itália, em 1941, Bertolucci dirigiu filmes de grande teor político, incluindo “1900” (1976), que narra a história da Itália no início do século XX, e “O Conformista” (1970), sobre a esquerda no período do fascismo italiano.