Atriz Uma Thurman detalha abuso sexual de Harvey Weinstein

Estrela de Pulp Fiction, Uma Thurman havia rompido o silêncio em novembro

São Paulo – A atriz Uma Thurman revelou, em entrevista ao New York Times, como Harvey Weinstein a assediou. “O complexo sentimento que eu nutro por Harvey é sobre as mulheres que foram abusadas depois de mim”, conta a estrela, que se considera culpada por não ter denunciado o caso à época. “Eu sou um dos motivos pelos quais uma garota entraria no quarto dele sozinha, como eu fiz.”

Thurman lamenta que Quentin Tarantino, diretor de Kill Bill Vol. 1 e Vol. 2, protagonizados por ela, tenha usado Weinstein como produtor executivo. Para ela, o filme “simboliza empoderamento feminino”.

Desde que a enxurrada de acusações de estupro e assédio sexual começou a ser despejada sobre o produtor de Hollywood Harvey Weinstein, em outubro de 2017, diversas atrizes se manifestaram relatando como o predador havia se comportado.

Estrela de Pulp Fiction, Uma Thurman havia rompido o silêncio em novembro, afirmando que “Weinstein não merece nem um tiro”, mas até hoje não havia dado detalhes do que de fato se passou entre ela e o executivo.

“Ele me empurrou para baixo; Ele tentou se lançar sobre mim. Ele tentou se expor. Fez todo tipo de coisa desagradável”, conta a atriz. “Era como um animal se contorcendo, um lagarto. Eu estava tentando fazer o que eu podia para levar o trem de volta aos trilhos. Aos meus trilhos, não aos dele”, completou.