Astro de Robocop é fã de José Padilha

Joel Kinnaman afirmou que o diretor brasileiro será "sempre capaz de contar uma pequena história e, a partir dela, contar uma grande história"

Rio – “O José Padilha é um diretor que traz algo de novo. Ele é sempre capaz de contar uma pequena história e, a partir dela, contar uma grande história. Foi assim em Ônibus 174 e em Tropa de Elite. E é assim em Robocop. Ele se destaca entre outros do cinema brasileiro.”

A frase seria comum se tivesse sido dita por um crítico ou ator brasileiro, mas em se tratando de um sueco que até há pouco tempo morava em Estocolmo e se dedicava majoritariamente ao teatro, é sinal de que há algo mais a se observar.

O autor da análise é o Joel Kinnaman, responsável por dar rosto e emoções ao novo Robocop. Em conversa com jornalistas durante o lançamento do filme, Kinnaman não escondia o fato de que a decisão de aceitar estrelar o remake do filme dirigido por Paul Verhoeven em 1987 se deveu principalmente pelo fato de Padilha assinar a direção.

“Sou fã dele. Tinha visto seus filmes. Com ele eu sabia que haveria algo de novo, além de mais um remake sem identidade, pensado para só fazer dinheiro”, disse o ator sueco radicado nos EUA. “Gosto da cultura brasileira. Adoro Bebel Gilberto, futebol e cinema, que sempre acompanho.”