Artista plástica carioca Wanda Pimentel morre aos 76 anos

O MAM recorda que a artista iniciou sua carreira na instituição e fez diversas participações em mostras no local

Morreu no dia 23 de dezembro a artista plástica carioca Wanda Pimentel. A notícia foi divulgada ontem (27) pela Galeria Anita Schwartz, que abrigou exposições individuais da artista em 2015 e em 2009, além de ter contribuído para levar obras de Wanda para o acervo do Art Institute of Chicago.

Nascida em 1943, Wanda estudou arte construtivista no Museu de Arte Moderna (MAM) do Rio de Janeiro com Ivan Serpa, pioneiro no ensino da instituição. Representante da arte pop e figurativa mundial, seu trabalho é reconhecido pelos traços geométricos na representação de objetos do cotidiano.

Entre as exposições individuais de Wanda, estão mostras na Galeria Debret de Paris, em 1969, no Petite Galerie-Rio de Janeiro, em 1970 e 1973, na Galeria de Arte Global de São Paulo, em 1974, e no Faulconer Gallery do Grinnel College, em Iowa, nos Estados Unidos, em 2003.

Em 1966 e 1968 teve trabalhos aceitos para as I e II Bienal Nacional de Artes Plásticas, Salvador. Também integrou a delegação brasileira na Exposição Internacional de Desenho de Porto Rico (1968), a Bienal de Paris (1971) e a Trienal de Gravura de Buenos Aires (1979).

Mais recentemente, participou de mostras coletivas em Valência, na Espanha (2011), no Museu de Arte Contemporânea de Niterói (2012), na X Bienal do Mercosul em Porto Alegre (2015), no Walker Art Center of Minneapolis e Dallas Museum of Art, nos Estados Unidos (2015), no Frieze Master de Londres (2015), no Philadelphia Museum, nos Estados Unidos, (2016), e no Hammer Museum Radical Women Latin American Arte em Los Angeles, também nos Estados Unidos (2017).

O Museu Nacional de Belas Artes publicou nota lamentando o falecimento da artista. “Nos solidarizamos neste momento de dor com a família e amigos da artista plástica”, diz a instituição em nota.

O MAM recorda que a artista iniciou sua carreira na instituição e fez diversas participações em mostras no local.

“Wanda Pimentel iniciou seus estudos com Ivan Serpa nos anos de 1965-68 em nosso Bloco Escola, em 1968 participou de sua primeira coletiva no @mam.rio (II Salão Esso de Artistas Jovens) e desde então aqui foram mais 20 participações em exposições coletivas e inúmeras itinerâncias. Sua individual ocorreu em 2004 totalmente dedicada aos trabalhos da série Animal com a edição de um catálogo com texto de Fernando Cocchiarale. Nesta mostra foi exibida pela primeira vez a obra ‘Polvo’, posteriormente doada ao nosso acervo e recentemente exibida em ‘Alegria – A Natureza-Morta nas Coleções @mam.rio’.”

Obras de Wanda Pimentel integram acervos de locais como a Fundação Caloustre Gulbenkian (Lisboa, Portugal), Paço Imperial do Rio de Janeiro, Barbican Art Gallery e Frieze Masters (Londres, Inglaterra), Museu Nacional de Bellas Artes e Museu Latinoamericano de Buenos Airess (Argentina), Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro e Museu de Arte Contemporânea de Niterói.

Segundo nota de pesar publicada pelo Museu de Arte Moderna, Wanda Pimentel deixa uma filha e um neto.