Argo levará Oscar de melhor filme, diz estatístico do NYT

O blog Five Thirty Eigth, do estatístico Nate Silver, fez previsões sobre os vencedores do Oscar

São Paulo – O que o Oscar e a política têm em comum? Para o estatístico Nate Silver, mais fatores do que a maioria das pessoas imagina. Autor do blog Five Thirty Eigth, do jornal The New York Times, Silver ficou conhecido por acertar os vencedores das eleições americanas usando estatística. Desta vez, ele resolveu prever os vencedores do Oscar, que acontece neste domingo, 24.

Nas outras duas tentativas, o estatístico teve 75% de acertos. Segundo ele, assim como na política, a entrega das estatuetas está cheia de lobby. “Há muito lobby dos estúdios, que investem milhões na esperança de que uma vitória no Oscar vá estender a vida de seus filmes”, diz.

Enquanto as eleições usam pesquisas eleitorarais, outros prêmios que antecedem o Oscar, como o Globo de Ouro, podem ser parâmetro para a premiação.

A metodologia dá pesos diferentes para as premiações, levando em conta as coincidências entre os vencedores nos últimos 25 anos e a quantidade de jurados em comum.

O prêmio Directors Guild of America, por exemplo, é o mais próximo do Oscar, com 70% dos vencedores em comum. “Diretores e produtores são os agitadores em Hollywood, e qualquer evidência sobre suas opiniões devem contar muito – como acontece no nosso sistema”, explica.

Com base neste sistema, Silver aposta em Argo, para a estatueta de melhor filme. “Argo ganhou os prêmios dados pelos diretores de Hollywood, produtores, atores, escritores e editores, que também votarão para o Oscar”, diz.

Sem Ben Affleck, diretor de Argo, nem Kathryn Bigelow, de A Hora Mais Escura, concorrendo a melhor direção, Silver diz que as chances maiores seriam de Steven Spielberg, mas apenas por ter tido mais indicações em outros prêmios. “Será pura sorte se acertarmos esta categoria”, afirma.

Para melhor ator, Silver diz que as chances de Daniel Day-Lewis, de Lincoln, são maiores. Assim como são as de Jennifer Lawrence, de O Lado Bom da Vida, para levar o prêmio de melhor atriz. As categorias de ator e atriz coadjuvante devem ir para Tommy Lee Jones, por seu papel em Lincoln, e Anne Hathaway, de Os Miseráveis.