Apresentador Ryan Seacrest é acusado de assédio sexual

Suzie Hardy disse que Seacrest a assediou sexualmente por seis anos, começando em 2007, quando ela se tornou sua estilista particular

Los Angeles – Uma ex-estilista do apresentador do programa “American Idol” Ryan Seacrest o acusou na segunda-feira de assédio sexual, embora Seacrest tenha negado as alegações em novembro.

Suzie Hardy disse à revista Variety que Seacrest a assediou sexualmente por seis anos, começando em 2007, quando ela se tornou sua estilista particular no canal E! News.

Seacrest, que também apresenta o programa de entrevistas da ABC “Live with Kelly & Ryan” e produz o reality show “Keeping Up with the Kardashians” divulgou inicialmente e negou as acusações de Suzie em novembro.

O canal E!, unidade da Comcast Corp, conduziu uma investigação interna sobre as acusações, mas disse em janeiro que havia encontrado evidências insuficientes para fundamentar as alegações.

O advogado de Seacrest, Andrew Baum, disse na segunda-feira que a decisão da Variety de publicar a história de Suzie Hary era irritante.

Baum disse em comunicado que Suzie Hardy havia pedido por dinheiro para ficar calada. “Eles (a Variety) foram informados que a acusadora ameaçou fazer essas acusações falsas contra ele a não ser que ele pagasse 15 milhões de dólares”, disse.

“Naquela época, a requerente ameaçou emitir um comunicado de imprensa comprovadamente falso a não ser que fosse paga. Ao invés disso, meu cliente proativamente e publicamente negou suas acusações e concordou em cooperar completamente com a investigação do E! sobre a questão”.

A ABC não respondeu de imediato a pedido por comentário na segunda-feira. O advogado de Suzie Hardy também não respondeu a solicitações.