Após análise, comissários mantêm vitória de Verstappen na F1

O holandês assumiu a liderança da corrida após ultrapassar Leclerc a três voltas do fim

Spielberg, Áustria – Após mais de três horas analisando a ultrapassagem do holandês Max Verstappen sobre o monegasco Charles Leclerc, da Ferrari, na antepenúltima volta do GP da Áustria, neste domingo, os comissários da prova decidiram manter a vitória do piloto da Red Bull no circuito Red Bull Ring, em Spielberg.

O holandês assumiu a liderança da corrida após ultrapassar Leclerc a três voltas do fim. Na manobra, o carro do holandês tocou no do rival da Ferrari e o afastou da pista, mas, após analisar os vídeos e conversar com os pilotos envolvidos, os comissários entenderam que não houve irregularidade, mas sim um “incidente de corrida”.

“Na totalidade das circunstâncias, não consideramos que nenhum piloto foi integralmente ou predominantemente culpado pelo incidente. Consideramos isso um incidente de corrida”, comunicou a FIA em nota divulgada mais de três horas depois do término da prova.

Logo depois de saber que a sua ultrapassagem ficaria sob investigação, Verstappen questionou:

“Se essas coisas não são permitidas nas corridas, então qual é o objetivo de estar na Fórmula 1?”.

Leclerc tem o direito de recorrer à decisão dos comissários. O jovem da Ferrari, que foi líder em grande parte da corrida no traçado austríaco, disse antes de subir à torre de controle para falar com os comissários que se sentiu prejudicado pela manobra de Verstappen. “Eu estava do lado de fora (na curva 3), mas ele não deixou espaço e eu não tive nenhuma chance de voltar. É uma vergonha”, reclamou.

Apesar de ser companheiro de equipe de Leclerc, Sebastian Vettel mostrou descontentamento com o fato de o resultado ter ido para a análise da direção da prova. O alemão chegou em primeiro no Canadá, há duas três semanas, mas acabou punido pelos comissários da prova devido a uma manobra considerada perigosa e viu a vitória ficar com Hamilton.

“Se não foi justo, não foi justo, mas não gosto que essas coisas sejam passadas para alguém sentado numa cadeira”, reclamou Vettel, antes de a decisão ser divulgada. “Não estamos lutando pela Copa Jardim de Infância, somos todos adultos”.

Com o resultado mantido, Verstappen conquistou a sua sexta vitória na Fórmula 1, a primeira nesta temporada, e permanece na terceira posição do Mundial de Pilotos com 126 pontos, à frente de Leclerc, o quinto colocado com 105 e que está um pouco atrás de Vettel, o quarto.

O jovem da Ferrari, apesar de ter perdido a ponta no final, alcançou a melhor posição de um piloto de Mônaco na história.

Lewis Hamilton, que chegou em quinto neste domingo, tem 197 pontos e lidera o campeonato com 31 de vantagem para o vice-líder Valtteri Bottas, terceiro em Spielberg.