Após acordo, Cristiano Ronaldo pagará multa milionária por fraude fiscal

O jogador português também foi condenado a 23 meses de prisão pela fraude de 5,7 milhões de euros

Madri – O português Cristiano Ronaldo, jogador da Juventus, foi condenado nesta terça-feira a 23 meses de prisão – que não cumprirá – e a uma multa de 18,8 milhões de euros por fraude fiscal à Fazenda espanhola após o acordo fechado com a Promotoria de Madri.

Fontes jurídicas informaram à Agência Efe que o atacante português reconheceu os fatos diante do tribunal da Seção 17 da Audiência Provincial de Madri em um julgamento que durou minutos, ao se tratar de uma formalidade após o acordo alcançado entre a defesa do jogador e a Promotoria.

Desta forma, Ronaldo aceitou a condenação de 23 meses de prisão e uma multa de 18,8 milhões de euros como autor de quatro crimes fiscais entre 2010 e 2014 – quando era jogador do Real Madrid – pelos quais fraudou 5,7 milhões de euros.