Animação brasileira é listada para o Oscar

'Uma História de Amor e Fúria', de Luiz Bolognesi,

A animação “Uma História de Amor e Fúria”, de Luiz Bolognesi, e Frances Ha, filme que tem o brasileiro Rodrigo Teixeira como um dos produtores, estão entre os 289 longas com condições de disputar o Oscar de melhor filme do ano na cerimônia de entrega que acontece no dia 2 de março em Los Angeles.

O anúncio foi feito na noite de domingo, 15. As condições mínimas para figurar entre os selecionáveis era ter sido exibido em um cinema comercial de Los Angeles por no mínimo sete dias seguidos, a partir do dia 31 de dezembro de 2012.

“Uma História de Amor e Fúria” ambiciona também disputar na categoria de melhor animação. Em junho, o filme de Bolognesi venceu o principal prêmio do Festival de Annecy, na França. Essa foi a primeira vez que uma animação brasileira foi selecionada para a competição de Annecy, evento que reconhece produções internacionais do gênero desde 1960 e é considerado a Cannes da animação.

A animação começa em 1500, com a luta dos tupinambás contra os colonizadores portugueses. Salta para o século 19 acompanhando a Balaiada. Chega até o ano de 1968, marcado pelo confronto dos estudantes contra a repressão da ditadura militar. Termina no futuro, em 2096, quando a água é a mais cara commodity do mundo e o Brasil detém as maiores reservas do bem precioso. Foram cerca de dez anos de produção. Os finalistas do Oscar serão divulgados no dia 17 de janeiro. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.