Angelina Jolie rebate acusações sobre exploração infantil

Atriz foi criticada na web após fazer o casting para a protagonista de seu filme "First They Killed My Father"

Após ser acusada de exploração infantil durante o processo de escolha do elenco de seu filme, a atriz norte-americana Angelina Jolie reagiu às críticas e disse estar “aborrecida” com uma interpretação equivocada e afirmou que nunca enganou as crianças.

“Estou aborrecida que se tenha escrito sobre um exercício de mentirinha em uma improvisação de uma cena real do filme como se fosse uma situação real”, disse a artista, que dirigiu o filme “First They Killed My Father”, em um comunicado no último domingo (30).

Na última semana, em entrevista à revista Vanity Fair sobre o longa, Angelina descreveu uma simulação realizada pelos diretores de elenco com crianças pequenas do Camboja que disputavam o papel da personagem principal de Loung Ung.

Ela ainda disse que procurou sua protagonista em orfanatos, circos e escolas de favelas.

Durante os testes, uma menina foi colocada diante de uma mesa com dinheiro, e lhe pediram que pensasse o que poderia ter se tivesse a quantia. No entanto, depois dessa cena, o dinheiro era retirado da criança.

“A insinuação de que dinheiro de verdade foi tirado de uma criança durante um teste é falsa e desagradável. Eu mesma ficaria revoltada se isso tivesse acontecido”, acrescentou a atriz no comunicado.

O caso ganhou repercussão nas redes sociais e os usuários criticaram a simulação usada para a escolha do elenco por ser cruel e explorar crianças pobres.

Este conteúdo foi publicado originalmente no site da ANSA.