Advogados admitem que Messi pode fazer acordo judicial

Advogados do jogador insistiram neste sábado que a acusação de fraude fiscal é infundada, mas disseram que o jogador vai pagar todas as obrigações pendentes

Barcelona – Os advogados de Lionel Messi insistiram neste sábado que a acusação de fraude fiscal é infundada, mas disseram que o jogador vai pagar todas as obrigações pendentes, se necessário. O escritório de advocacia Juarez Veciana afirmou em um comunicado que o atacante do Barcelona “cumpre escrupulosamente a legislação espanhola”.

Messi e seu pai, Jorge, foram intimados a comparecer perante a um tribunal na cidade de Gava, perto de Barcelona, em 17 de setembro para responder as acusações de que devem 4 milhões de euros (aproximadamente R$ 11,8 milhões) em impostos que teriam sonegado entre 2007 a 2009.

“Nós declaramos que o nosso cliente vai pagar o valor determinado”, disseram os advogados de Messi. “Mas nós acreditamos que o nosso cliente já pagou o que era legalmente obrigado”.

O Ministério Público alega que Messi e seu pai usaram empresas de fachada em Belize e Uruguai para evitar o pagamento de impostos sobre as receitas de direitos de imagem. A denúncia relaciona patrocinadores de Messi durante o período sob investigação. Eles incluem Barcelona, Adidas, Danone, Konami, Procter & Gamble, Pepsi-Cola e Telefonica, entre vários outros.


Se considerado culpado, sem firmar um acordo fora do tribunal, Messi e seu pai poderiam ser multados no valor de 150% das receitas ocultadas e pegar uma pena entre dois e seis anos de prisão.

Messi, que possui uma vida tranquila e afastada dos escândalos, nega qualquer irregularidade. Ele recebeu apoio público do atual presidente do Barcelona, Sandro Rosell, e do antecessor, Joan Laporta, que estava no comando do clube durante os anos da acusação.

Aos 25 anos, Messi é considerado o melhor jogador de sua geração e foi eleito o melhor do mundo pela Fifa nos últimos quatro anos. Ele marcou 60 gols no último Campeonato Espanhol, levando o Barcelona a faturar o seu quarto título nacional em cinco temporadas.

Messi é avaliado pela Forbes como um dos 10 atletas mais bem pagos do mundo, tendo recebido US$ 41,3 milhões na última temporada (R$ 92,8 milhões), sendo US$ 20,3 milhões (R$ 45,6 milhões) em salários e US$ 21 milhões (R$ 47,2 milhões) em patrocínios.

A data marcada para Messi ir ao tribunal pode coincidir com o jogo de estreia do Barcelona na próxima edição da Liga dos Campeões da Europa, pois a primeira rodada da fase de grupos está prevista para os dias 17 e 18 de setembro.