Adidas foca no planeta com tênis reciclável e plástico fora dos oceanos

No mesmo ano em que promete lançar 11 milhões de tênis com plástico retirado dos oceanos a Adidas apresenta um par para corridas 100% reciclável

“O que acontece com um tênis quando não dá mais para usá-lo? Você joga fora. Só que não há como”, afirmou Eric Liedtke, membro do conselho executivo da Adidas e responsável pelas marcas globais. “Existem apenas aterros e incineradores e, no final das contas, uma atmosfera sufocada pelo excesso de carbono ou oceanos cheios de lixo plástico. O próximo passo é acabar com o conceito de “desperdício” completamente. Nosso sonho é que você possa continuar usando os mesmos calçados repetidamente”.

Apresentado em abril, o Futurecraft Loop é o calçado com o qual o grupo planeja deixar pegadas mais sustentáveis a curto prazo. Apresentado como um tênis de corrida feito para ser refeito, ele é 100% reciclável. É constituído de um único material, o poliuretano termoplástico, dos cordões à sola, e dispensa cola, a grande pedra no sapato na hora da reciclagem. Terminada a vida-útil do calçado, ele pode ser devolvido à Adidas, que fará um novo sem descartar absolutamente nada – a novidade está prevista para chegar às lojas em 2021.

A responsabilidade da Adidas com o meio ambiente não é desprezível. Só de tênis ela já produziu 409 milhões de pares, além de 456 milhões de peças de roupa e 113 milhões de produtos como bolas de basquete. No ano passado, as vendas globais da companhia sediada em Herzogenaurach, na Alemanha, somaram € 21,9 bilhões.

O primeiro passo para criar tênis mais sustentáveis foi dado em 2015. Naquele ano, a grife lançou o primeiro conceito de um calçado de performance com a parte superior feita inteiramente com fios e filamentos produzidos a partir de material plástico retirado dos mares. A iniciativa foi feita em parceria com a organização ambiental Parley for the Oceans.

A promessa da Adidas é produzir neste ano 11 milhões de pares utilizando os resíduos plásticos encontrados em praias, ilhas remotas e comunidades costeiras. E a companhia promete usar somente poliéster reciclado até 2014. “Retirar resíduos de plástico do sistema é o primeiro passo, mas não podemos parar por aí”, afirmou Liedtke, por ocasião do lançamento do Futurecraft Loop.