A vitamina D: mais um benefício do leite para a saúde

O leite reduzido em gorduras pode ser um alimento fonte de vitamina D, mantendo o equilíbrio do cálcio e do fósforo e para a saúde do esqueleto

São Paulo – A falta de vitamina D tem sido considerada um problema de saúde pública em todo o mundo. De acordo com pesquisa divulgada no “Journal of the American College Cardioly”, a carência dessa vitamina atinge cerca de 30% a 50% da população em geral e está associada ao desenvolvimento de diversas doenças, como Diabetes Melitus tipo 2 (DM2), obesidade, hipertensão arterial e raquitismo, de acordo com estudo intitulado “Vitamina D e suplementação de cálcio na prevenção de eventos cardiovasculares” (“Vitamin D and Calcium Supplementation in Prevention of Cardiovascular Events”), realizado em Boston, em 2010, por pesquisadores da Universidade de Harvard.

A vitamina D é fundamental para o equilíbrio do cálcio e do fósforo e para a saúde do esqueleto. Carências dessa vitamina prejudicam a mineralização óssea em todas as fases da vida, prejudicando o crescimento em crianças e podendo causar osteoporose em adultos.

Por isso, para prevenir algumas doenças,, é preciso ingerir a vitamina, que pode ser obtida de duas maneiras distintas: por meio de suplementos e alimentos fortificados ou com a exposição aos raios ultravioleta B que metabolizam a vitamina através da pele.

Com o aumento dos casos de câncer de pele e a maioria dos empregos ocuparem integralmente o dia das pessoas, a tendência é que haja diminuição da incidência dos raios solares na pele, fato que acarreta na queda de produção da vitamina D cutânea.

As fontes dessa vitamina na alimentação são basicamente ovos, peixes, óleos de peixes, gordura de leite e alimentos fortificados. Ou seja, uma dieta naturalmente rica em gorduras, contrária à tendência atual, que sinaliza a exclusão de alimentos gordurosos para manter ou diminuir o peso corporal.

Para aqueles que querem ingerir menores quantidades de gorduras e calorias no dia a dia, o leite reduzido em gorduras pode ser um alimento fonte de vitamina D, se estiver enriquecido.

Portanto, a vitamina D é fundamental para a absorção do cálcio, importante para a saúde dos ossos e do organismo. A recomendação é que adultos consumam 5 g de vitamina D diariamente. Para se ter uma ideia, consumir 3 copos (200 ml) de leite enriquecido com vitamina D supre quase 50% da recomendação de vitamina D necessárias por dia.


Necessidade de vitamina D por faixa etária:

Faixa etária Ingestão adequada (g)

0 – 12 meses 5
1 – 8 anos 5
9 – 50 anos 5
51 – 70 anos 10
Acima de 70 anos 15
Gravidez e lactação 5

Fonte: (DRI, 1997)

Quantidade de vitamina D em alguns alimentos:

Alimentos Vitamina D em g

Atum ( 90 g) 3,68
Leite desnatado enriquecido com vitamina D ( 1 copo 200 ml) 0,75
Leite desnatado enriquecido com vitamina D ( 1 copo 200 ml) 0,75
Gema de ovo ( 2 unidades) 0,8
Manteiga ( 2 col. de sopa 20 g) 0,02

*Helena Camargo, engenheira de alimentos e supervisora de P&D da marca de laticínios Piracanjuba