6 segredos do bom café coado

As dicas capitais para um café perfeito, de acordo com Isabela Raposeiras, do Coffee Lab

São Paulo – O reinado do café espresso já não é uma realidade tão concreta assim. Existe, na contramão, quem lute pela tradição – sem falar em sabor e nos aromas – do bom e velho café coado. Isabela Raposeiras, empresária e barista do Coffee Lab, é possivelmente a mais reconhecida por levantar essa bandeira em terras brasileiras.

Por sua vez, o público paulistano parece ter gostado da ideia. A aposta em fazer com que o cliente aprenda sobre os grãos, preparo e harmonização deu certo. Estima-se que sejam servidas 500 bebidas por dia na casa localizada na Vila Madalena, zona oeste de São Paulo.

À Alfa, Isabela enviou seis dicas capitais para você preparar o café perfeito nesta última sexta-feira (24), quando foi comemorado o Dia Nacional do Café. Então, vamos à aula:

• O grão deve ser moído somente na hora de fazer o café. O produto que já vem moído é o resultado da sobra da seleção dos melhores grãos. Para mascarar os problemas existentes, passa por um processo de carbonização. Tem sabor amargo e um aroma completamente prejudicado. Além disso, a vida útil do café moído é de 20 minutos. Passado este tempo, ele está morto;

• Na hora de comprar o café, olhe sempre no rótulo e escolha grãos 100% arábica, de categorias Gourmet ou Especial. Se o nome da fazenda estiver na embalagem, é mais um sinal de alta qualidade;

• A água utilizada para fazer o café interfere bastante na qualidade da bebida. O ideal é que ela seja mineral ou filtrada, pois o cloro destrói os elementos aromáticos do café. Portanto, ela jamais deve ser utilizada diretamente da torneira;

• A temperatura ideal da água é de 93 a 98 graus. Para chegar a esta faixa, desligue o fogo assim que a água começar a borbulhar. Mas deixe ferver, pois se a água estiver mais fria do que deveria, vai impedir que vários sólidos presentes sejam dissolvidos;

• Tome o café imediatamente depois de pronto, do jeito que mais gostar;

• Ao fazer um café coado manualmente ou em cafeteira, para tirar resquícios de gosto do filtro, é uma boa ideia escaldar o papel ou o filtro com água fervente. Você despeja a água quente e descarta. Depois, coloque o café e coe normalmente.