5 datas místicas que prometeram (e ainda prometem) abalar o mundo

Relembre algumas previsões de datas marcadas pelo julgamento final, fim do mundo ou o início de um novo ciclo

São Paulo – Seja ameaçando o fim do mundo, o juízo final, o começo de um novo ciclo ou, simplesmente, o início de um tempo de prosperidade, algumas datas despertam a curiosidade, desconfiança e até o medo de muita gente. É o caso desta sexta-feira, em que o número 11/11/11 é apontado por numerólogos como o começo de uma nova harmonia e a mudança da consciência do planeta.

Supersticiosos de plantão agendaram casamento, planejaram o nascimento dos filhos e separaram o dia para realizar cerimônias e danças. Na China, 11 de novembro é o Dia dos Solteiros, já que o número um se repete quatro vezes. Neste ano, a data ficou ainda mais especial e milhares de casais aproveitaram para dizer o “sim” ao matrimônio. Na Indonésia, o número de casamentos cresceu 100%.

Mas nem sempre uma data mística como essa é tão bem recebida pelas pessoas. Confira a seguir algumas ocasiões que prometeram – ou ainda prometem – abalar o futuro.

11/08/1999

Antes da ameaça do bug dos computadores na virada do milênio, o mundo foi ameaçado por uma profecia de Michel de Nostredame, mais conhecido como Nostradamus. Esse homem, que viveu entre 1503 e 1566, previu o seguinte: “em 1999 e sete meses, do céu virá um grande rei do terror. Ressuscitará o grande rei D’Angolmois. Antes que Marte reine pela felicidade”.

Suas palavras foram interpretadas como um anúncio do fim do mundo, que aconteceria no dia 11 de agosto daquele ano, mesmo dia de um eclipse total no hemisfério Norte. Apesar de todo o temor, o mundo não acabou. Ainda.

08/08/08

Bem parecida com a data de hoje, oito de agosto de 2008 teve uma simbologia especial principalmente para os chineses. Não foi à toa que a abertura das Olimpíadas de Pequim aconteceu nesse dia, às oito horas e oito minutos. Segundo a numerologia, o oito traz sorte e prosperidade.

Por causa dessa promessa, os divórcios foram suspensos nesse dia, na China, e muitos casais formalizaram sua união pelo preço de oito iuanes. A capital Pequim registrou mais de 10.000 casórios nesse dia.


21/05/11 e 21/10/2011

Essas duas datas correspondem às previsões equivocadas do pastor cristão evangélico Harold Camping sobre o fim do mundo e o juízo final. Dono da Family Stations, emissora de rádio americana de programas religiosos, Camping interpretou passagens da bíblia e afirmou categoricamente que 21 de maio seria o começo do fim do mundo, quando Deus provocaria um terremoto e lançaria outras pragas no mundo.

Na ocasião, os escolhidos morreriam e viajariam direto para o paraíso, enquanto o restante ficaria sofrendo na Terra até 21 de outubro, quando tudo seria consumido pelo fogo. Seguidores do pastor chegaram a abandonar suas casas e seus empregos com a ameaça do fim e ficaram desapontados quando nenhuma de suas previsões se mostrou verdadeira. Em 1992, Camping já havia dado outra bola fora, quando afirmou que o mundo iria acabar em 1994.

21/12/2012

Apesar do susto dado pelo pastor Camping, a ameaça do fim do mundo ainda não estaria completamente afastada. Isso por que interpretações do calendário maia indicavam que o fim do mundo seria no dia 21 de dezembro de 2012.

Depois de muito alarde sobre os possíveis desastres naturais que ocorreriam até lá e até da produção do filme “2012” (de Roland Emmerich, 2009), novas leituras dos documentos indicaram que não, o planeta deve continuar como está. As escrituras maias indicariam apenas a mudança de era e o início de um novo ciclo, sem as tão assustadoras catástrofes.