Vendas no varejo sobem 0,7% em setembro, na 5ª alta consecutiva, diz IBGE

Crescimento do setor no Brasil foi de 2,1% sobre um ano antes

Rio de Janeiro — As vendas do comércio varejista subiram 0,7% em setembro ante agosto, na série com ajuste sazonal, informou nesta quarta-feira 13, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Trata-se da quinta alta consecutiva do segmento no ano. 

O resultado coincidiu com a mediana das estimativas dos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast. Eles esperavam desde uma queda de 0,20% a um avanço de 1,50%.

“Apesar do resultado positivo do mês, deve-se considerar o efeito calendário, pelo fato de setembro ter tido mais dois dias úteis que o mesmo mês de 2018”, diz a gerente da pesquisa, Isabella Nunes.

Na comparação com setembro de 2018, sem ajuste sazonal, as vendas do varejo tiveram alta de 2,1% em setembro de 2019. Nesse confronto, também coincidiu com a mediana das projeções (intervalo de 0,20% a 4,50%). 

As vendas do varejo restrito acumularam crescimento de 1,3% no ano. No acumulado em 12 meses, houve avanço de 1,5%.

“As perspectivas para o consumo privado e as vendas no varejo são moderadamente positivas. No futuro, o setor de varejo deve ser apoiado pelo ambiente de inflação baixa (que está sustentando a renda dos salários reais), crescimento do emprego, fluxos de crédito firmes e taxas de empréstimos em declínio”, diz Alberto Ramos, economista-chefe do Goldman Sachs para América Latina, em relatório.

Por outro lado, segundo o economista, a lenta recuperação e o nível significativo de desemprego no mercado de trabalho, além da fraca confiança do consumidor, podem limitar o dinamismo do consumo privado e das vendas no varejo.

Revisão

O IBGE revisou o resultado das vendas no varejo em agosto ante julho, de uma alta de 0,1% para avanço de 0,2%. O resultado de julho ante junho saiu de 0,5% para 0,7%, enquanto o de maio ante abril foi revisto de estabilidade (0,0%) para aumento de 0,2%.

A taxa de vendas do varejo ampliado – que inclui as atividades de veículos e material de construção – em agosto ante julho foi revista de estabilidade (0,0%) para alta de 0,1%. O resultado de julho ante junho passou de 0,6% para 0,7%, e a taxa de maio ante abril saiu de 0,5% para 0,6%.

Veja também

Móvel trimestral

O índice de média móvel trimestral das vendas do comércio varejista restrito teve alta de 0,6% em setembro de 2019.

No varejo ampliado, que inclui as atividades de veículos e material de construção, o índice de média móvel trimestral das vendas registrou elevação também de 0,6% em setembro.