Vendas em supermercado têm maior alta desde 1990

Pesquisa é da Apas, com parceria das empresas Nielsen e Kantar Worldpanel

São Paulo – Os supermercados brasileiros tiveram no ano passado um crescimento real de 7,5% no faturamento, o maior desde 1990. O dado é da pesquisa Tendências do Consumidor, feita pela Associação Paulista de Supermercados (Apas) em parceria com as empresas Nielsen e Kantar Worldpanel, e divulgada hoje. Em 2010, o faturamento deste setor foi de R$ 201,6 bilhões, uma variação nominal de 13,9% ante 2009 (R$ 117 bilhões).

Os supermercados do Estado de São Paulo, que representam 30,4% do faturamento do País, apresentaram em 2010 um faturamento nominal de R$ 61,3 bilhões, alta de 12,1% ante 2009 (R$ 54,7 bilhões). Os setores que puxaram as altas foram os de bebidas, eletrônicos e perecíveis. O segmento de bebidas, que representa 10,6% das vendas, teve uma alta no faturamento de 11,6%. O setor de eletrônicos, com uma participação de 10,1%, teve crescimento de 9,1%.

O setor de perecíveis, que tem o maior impacto nas vendas em supermercados (30,9%), teve um aumento de 5,4%. A entidade atribui às classes D e E o aumento do consumo em 2010. As classes D e E tiveram crescimento de 12% em 2010 no volume de produtos comprados, enquanto as classes A, B e C registraram alta de 11%. A expectativa da Apas é de que o faturamento em 2011 tenha um crescimento real de 4% ante 2010. A associação prevê também que o poder de compra das famílias aumentará em 2011.