Vendas e inadimplência no varejo crescem em 2011, diz CNDL

Crescimento no setor foi de 4,79% no ano passado em comparação com 2010

Brasília – As vendas do comércio varejista brasileiro cresceram 4,79 por cento em 2011 ante o ano anterior, enquanto a inadimplência aumentou 5,34 por cento, informou nesta sexta feira Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o SPC Brasil.

Para 2012, a perspectiva da CNDL é de um crescimento de 4,5 por cento nas vendas e de um aumento menor da inadimplência, de no máximo 2,5 por cento.

“Esperamos que a inadimplência vai desacelerar ao longo do ano”, disse o presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Junior. Segundo ele, a taxa de inadimplência deve começar a desacelerar já no primeiro trimestre do ano, com o efeito do aumento do salário mínimo.

No mês de dezembro, as vendas cresceram 2,42 por cento ante igual período em 2010 e a inadimplência aumentou 2,29 por cento na mesma base de comparação.

Segundo Pellizzaro, o resultado das vendas em dezembro foi “uma decepção”. “Ficou bem aquém do que esperávamos, que era uma alta de 8 por cento”, disse.

O presidente da CNDL disse que os consumidores usaram o décimo terceiro salário para quitar dívidas e postergaram a compra de bens mais caros para aproveitar as liquidações do começo de ano.

Além disso, a inflação foi um “vilão” para o consumidor em 2011, “que apesar de ter ficado dentro do teto da meta foi bastante alta”.