Vendas das montadoras perdem força em fevereiro nos EUA

As vendas das montadoras nos Estados Unidos perderam força em fevereiro, após uma série de meses de resultados positivos

Nova York – As vendas das montadoras nos EUA perderam força em fevereiro, depois de uma série de meses de resultados positivos, afetadas pelo clima extremamente frio em boa parte do país.

A Ford Motor informou que suas vendas caíram 2,0%, enquanto Toyota Motor, Honda Motor, Fiat Chrysler Automobiles e Nissan Motor publicaram números abaixo do esperado.

A General Motors foi a exceção e anunciou aumento de 4,2% nas vendas, uma alta maior que a prevista, impulsionada pelo salto de 36% nas vendas de caminhões.

Às 16h20 (de Brasília), as ações da Ford Motor caíam 2,38% na Bolsa de Nova York, enquanto as da Fiat Chrysler Automobiles recuavam 3,18%. General Motors tinha leve alta de 0,13%.

Nos meses anteriores a fevereiro as montadoras vinham apresentando melhora nas vendas em consequência da queda nos preços da gasolina e do crédito mais fácil no país. Boa parte do desempenho firme do setor tem saído das vendas maiores de veículos esportivos utilitários, conhecidos como SUV, e de caminhões, que se beneficiam dos preços mais baixos dos combustíveis.

A marca GMC, da General Motors, que tem foco em caminhões e SUVs, registrou alta de 19,3% nas vendas em fevereiro, enquanto a marca Chevrolet vendeu 3,8% mais no mês. As vendas da Cadillac caíram 12,6% e as da Buick recuaram 9,2%.

A japonesa Toyota informou aumento de 13,3% em suas vendas em fevereiro, para 180.467 unidades, impulsionadas por uma alta de 22% nas vendas da marca Lexus e pela demanda por caminhões. Ainda assim, o resultado ficou abaixo do aumento de 16% previsto pelo site especializado Edmunds.com.

As vendas da Ford Motor somaram 180.383 veículos em fevereiro, com queda de 1,7% na marca Ford e de 7,5% na marca Lincoln. No total, a Ford Motor teve declínio de 8,1% nas vendas, contrabalançadas em parte pela alta de 4% nas vendas de caminhões.

A Honda informou que suas vendas cresceram 5%, para 105.466 unidades, bem menos que o avanço de 11,3% estimado pelo Edmunds.com. A Fiat Chrysler, que havia apresentado crescimento de dois dígitos nas vendas nos últimos meses, viu suas vendas subirem apenas 6% em fevereiro, para 163.586, ante previsão de +8,2%. As vendas da Nissan aumentaram 2,7%, para 118.436, abaixo da expectativa de +7,2%, e as da Volkswagen caíram 5,2%. Fonte: Dow Jones Newswires.