Valls diz que não mudará rumo de reformas na França

O primeiro-ministro francês excluiu chance de mudar curso das reformas econômicas no país

Paris – O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, excluiu nesta terça-feira a possibilidade de mudar o curso das reformas econômicas para sanear as finanças do país, em seu discurso à Assembleia Nacional antes de pedir o voto de confiança aos deputados.

“Nada deve nos desviar do nosso compromisso de realizar 50 bilhões em economias em três anos”, disse ele, acrescentando que “isto é necessário para controlar a evolução dos gastos públicos”.

Ao se referir implicitamente à Alemanha e à Comissão Europeia, Valls argumentou que “a França deve decidir sozinha o que fazer” em matéria econômica e orçamentária.

Ele também considerou que a Alemanha deve “assumir as suas responsabilidades” frente ao crescimento anêmico na Zona do Euro.