UE chega a acordo sobre reforma da política agrícola

Parlamento europeu e a Comissão Europeia alcançaram um acordo para fechar definitivamente a reforma Política Agrícola Comum (PAC) para 2014-2020

Bruxelas – O Parlamento europeu e a Comissão Europeia alcançaram na noite de terça-feira um acordo para fechar definitivamente a reforma Política Agrícola Comum (PAC) para 2014-2020.

Em junho, estas instituições europeias chegaram a um acordo político geral sobre esta reforma, mas ficaram em suspenso detalhes relativos às subvenções destinadas às explorações agrícolas mais importantes.

Os dirigentes europeus deviam chegar a um compromisso final antes do voto, em 30 de setembro, na comissão de agricultura do Parlamento. Os eurodeputados, que ameaçavam bloquear o acordo, obtiveram concessões adicionais para distribuir ajudas.

O acordo fechado confirma as principais orientações da nova PAC aprovada em junho e poderá ser adotada formalmente pela UE até o final do ano.

Segundo um comunicado da Comissão, esta reforma da PAC, à qual se destina 38% do orçamento europeu, estipula “nenhum Estado membro receba menos de 75% da média comunitária até 2019”.

Os Estados membros poderão conceder igualmente ajudas adicionais às zonas desfavorecidas.

No que diz respeito à transformação do sistema de exploração agrícola para uma forma mais respeitosa para com o meio ambiente, serão investidos mais de 100 bilhões de euros entre 2014 e 2020 para que a agricultura possa fazer frente ao desafio da qualidade dos solos, da água, da biodiversidade e da mudança climático.