UE aprova novas regras de capital para bancos

As regras limitarão os bônus dos banqueiros a 100% do salário anual, ou no máximo duas vezes o salário anual, se houver aprovação explícita dos acionistas

Bruxelas – O Parlamento Europeu aprovou nesta terça-feira novas regras que vão limitar os bônus dos banqueiros e impulsionar as reservas de capital dos bancos, abrindo caminho para a legislação que entrará em vigor no ano que vem.

As regras limitarão os bônus dos banqueiros a 100% do salário anual, ou no máximo duas vezes o salário anual, se houver aprovação explícita dos acionistas.

O acordo, que foi aprovado pela maioria dos parlamentares, foi amplamente discutido este mês por autoridades, em face da oposição do Reino Unido, que abriga o maior centro financeiro da Europa. O país alertou que os bancos podem mover suas operações para os EUA ou a Ásia com as novas regras.

“As regras darão fim à cultura de bônus em excesso, que encorajou a tomada de riscos para ganhos de curto prazo”, disse José Manuel Barroso, presidente da Comissão Europeia, o braço executivo da União Europeia. “Se os contribuintes estão sendo convocados para pagar a conta após a crise financeira, os bancos também devem contribuir.”

Os limites aos bônus são parte de uma lei mais ampla, chamada de Diretrizes de Requisitos de Capital 4, que fará com que os bancos aumentem suas reservas e visa reduzir incentivos para o tipo de comportamento de risco amplamente responsabilizado por ter contribuído para a crise financeira global.

As novas regras entrarão em vigor em 1º de janeiro de 2014, mas o limite aos bônus não se aplicará ao trabalho realizado antes dessa data. As informações são da Dow Jones.