Trump: Tarifas podem ser elevadas se não conseguirmos acordo com a China

Apesar da ameaça, republicano afirmou que conversas entre autoridades americanas e chinesas estão "indo muito bem"

São Paulo – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, alertou a China nesta quarta-feira que tarifas sobre produtos do país asiático podem ser elevadas caso um acordo comercial entre os dois países não seja alcançado. Apesar da ameaça, o republicano afirmou que as conversas entre autoridades americanas e chinesas estão “indo muito bem” e ressaltou que Pequim deseja fazer um acordo com Washington.

Os rápidos comentários de Trump foram feitos na Casa Branca durante mesa redonda sobre preços de planos de saúde. Eles vêm na esteira de relatos de que conversas preliminares entre autoridades americanas e chinesas em Washington foram canceladas. Um encontro entre o vice-primeiro-ministro da China, Liu He, e membros do gabinete de Trump, contudo, continua marcado para o fim deste mês, de acordo com o diretor do Conselho de Assuntos Econômicos da Casa Branca, Kevin Hassett.

De acordo com Trump, os EUA sairão ganhando mesmo se as negociações comerciais sino-americanas derem errado. “As tarifas já estão trazendo muito dinheiro para o nosso país. Sairemos ganhando de um jeito ou de outro”, afirmou o republicano.