EUA avisam que, sem novo acordo em breve, vão impor tarifas ao Brasil

O governo brasileiro negou nesta quarta-feira ter havido um acordo sobre a imposição de sobretaxas nas importações norte-americanas de aço e alumínio

A Casa Branca afirmou nesta quarta-feira que os detalhes sobre um acordo para que o Brasil evite sobretaxas de exportação de aço e alumínio para os Estados Unidos não foram finalizados e que o presidente Donald Trump poderá reintroduzir as tarifas contra as vendas brasileiras se eles não forem concluídos em breve.

O governo brasileiro negou nesta quarta-feira ter havido um acordo com os Estados Unidos sobre a imposição de sobretaxas nas importações norte-americanas de aço e alumínio e lamentou a decisão unilateral de Washington de criar cotas de exportação ao país, interrompendo negociações na quinta-feira passada.

“Os Estados Unidos e o Brasil chegaram a um acordo em princípio sobre alternativas satisfatórias para atender a ameaça à nossa segurança nacional gerada pelas importações de aço e alumínio”, disse a porta-voz da Casa Branca, Lindsay Walters, em comunicado.

“Os detalhes deste acordo em princípio não foram finalizados. Além disso, se as alternativas não forem concluídas em breve, o presidente vai considerar reintroduzir as tarifas”, acrescentou.