Trump diz que há boas chances de acordo com China, incluindo a Huawei

Trump acusa Huawei de ser favorecida por governo, mas relaxou restrições à empresa que havia feito na última semana

O presidente dos Estados Unidos Donald Trump afirmou nesta quinta-feira que há grandes chances de Washington e Pequim conseguirem alcançar um acordo comercial e que ele poderia incluir um acerto sobre a companhia de telecomunicações chinesa, Huawei, atualmente sancionada pelo governo.

“Se fizermos um acordo, posso imaginar a Huawei incluída de alguma forma ou em alguma parte de um acordo comercial”, disse Trump à imprensa durante um anúncio sobre o aumento do auxílio aos agricultores americanos prejudicados pela guerra comercial com a China.

EUA relaxam restrições

O governo dos Estados Unidos relaxou temporariamente restrições comerciais impostas na semana passada à companhia Huawei, da China, numa decisão voltada a minimizar problemas para seus clientes.

Veja também

O Departamento do Comércio diz em nota que chegou à imprensa na terça-feira, 21, que a licença entrou em vigor na segunda-feira, 20, e vale por 90 dias.O secretário de Comércio americano, Wilbur Ross, afirmou que isso possibilitará a manutenção de redes de negócios existentes e a realização de atualizações nos dispositivos existentes da empresa asiática, a maior fabricante de equipamentos de telecomunicações do mundo.

O governo americano disse que permitirá transações “específicas, limitadas” envolvendo os itens da Huawei e suas 69 afiliadas de fora dos EUA, o que garantirá a continuidade das operações para os usuários de celulares existentes e de redes rurais de banda larga da empresa.