Triunfo assina contrato de concessão da BR-060/153/262

A assinatura ocorre com um mês de antecedência em relação ao cronograma previsto inicialmente no edital e agradou a empresa

São Paulo – A Triunfo Participações e Investimentos assinou nesta sexta-feira, 31, o contrato de concessão da BR-060/153/262(DF/GO/MG).

A assinatura ocorre com um mês de antecedência em relação ao cronograma previsto inicialmente no edital e agradou a empresa, que poderá se beneficiar com a realização das primeiras obras durante o período seco na região.

“O adiantamento da assinatura, em virtude do regime de chuva da região, é de extrema importância para a companhia, pois permitirá um melhor aproveitamento do período de estiagem para a realização das obras”, disse o presidente da Triunfo, Carlo Alberto Bottarelli, por meio de nota.

A administração ficará com a Concessionária das Rodovias Centrais do Brasil S.A. (Concebra), que terá como presidente Odenir Sanches. O executivo veio da Concepa, outra controlada da Triunfo e administra 121 quilômetros da BR-290, no Rio Grande do Sul.

“A Concebra administra o maior trecho já licitado no País, sendo um ativo de grande importância para o crescimento sustentável da Triunfo. Com as obras de duplicação e melhorias, os usuários terão mais uma estrada com alto padrão de qualidade e segurança”, disse o executivo, na nota.

O trecho licitado possui 1.176,5 quilômetros de extensão, abrangendo 47 municípios do Distrito Federal, Goiás e Minas Gerais. Está incluso um trajeto de 630,2 km, que se inicia no entroncamento com a BR-251 no Distrito Federal e se estende até a divisa de Minas Gerais com São Paulo.

A licitação também inclui a rodovia BR-262 MG, no trecho de 546,3 km que se inicia no entroncamento com a BR-153, até o entroncamento com a BR-381 em Minas Gerais.

A Triunfo conquistou o lote em leilão realizado em 4 de dezembro, ao oferecer uma tarifa de pedágio de R$ 2,851 a cada 100 km, o que representa um deságio de 52% sobre a tarifa teto estabelecida pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

O contrato, com duração de 30 anos, prevê o direito de exploração da infraestrutura da rodovia, além da prestação do serviço público de recuperação, operação, manutenção, implantação de melhorias e ampliação de capacidade. Nos primeiros cinco anos de concessão, a Concebra deverá duplicar 647,8 quilômetros nas rodovias BR-153/MG (do entroncamento com a BR-365/MG até a divisa MG/SP) e BR-262/MG (do entroncamento com a BR-153 até Nova Serrana). Os outros 528,7 quilômetros concedidos já estão duplicados. O custo estimado dessas obras é de R$ 1,639 bilhão.